Últimas notícias

Resenha: Orthostat -The Heat Death

 

Por Fernando Sales

Nota: 09.0/10.0

Me perdoe a minha arrogância, mas é inadmissível um cara dizer que ama o Death Metal, e simplesmente não gostar deste "The Heat Death", novo e melhor trabalho da batalhadora ORTHOSTAT. Os caras fizeram o dever de casa muito bem feito, e o que temos aqui é a utilização da maneira mais inteligente possível, dos principais elementos, que fizeram do estilo um dos mais importantes do Metal em todo o mundo. Simplesmente, não dá pra passar indiferente com tudo isso aqui, que nos foi apresentado.

Vale destacar o trabalho mega profissional do selo dos caras, que nos enviou várias cópias do CD, para toda a nossa equipe. Além de uma carta, escrita a mão pelo seu CEO, evidenciando a importância da ORTHOSTAT neste novo momento, que o underground nacional está vivendo no pós pandemia. E o cara não exagerou, porque este disco está sendo muito bem recebido pelos nossos colegas de imprensa, pelos fãs e a banda ainda está rodando o Brasil, com uma turnê bem parruda! Tudo aqui está sendo conduzido como nos velhos tempos, então não dá pra não se empolgar, de verdade!

"The Heat Death" traz alguns temas ligados ao universo e aos seus mistérios, e até na arte da capa isso está bem nítido. Por sinal, a banda optou por fugir dos clichês do gênero, apresentando uma arte gráfica bem incomum. Eu adorei, mas não sei como os mais conservadores estão lidando com ela. Mas o que importa, de fato, é o som! E aqui, o arsenal é bem pesado, e atinge em cheio o coração do fã até mais frio! Gravity”, “Hydrogen” e “Inheritance” é a trinca que me fez torturar o meu pescoço, mas elas não se sobressaem com relação às demais. "The Heat Death" é um álbum bem fechadinho, homogêneo, e deve ser integralmente conferido e apreciado.

Ainda não consegui ver a ORTHOSTAT ao vivo, mas vou me esforçar pra não deixar qualquer oportunidade passar. Se depender de "The Heat Death", prevejo um futuro muito próspero para este quarteto. Essencial!

Nenhum comentário