Rolling Stone Brasil celebra seus dez anos em São Paulo com muito Rock’n roll

A festa de celebração aconteceu em no último sábado, dia 03 de dezembro e o local escolhido foi um dos cartões postais da cidade de São Paulo, o “Memorial da América Latina”.

As bandas Sepultura, Titãs, Capital Inicial, Ira, Camisa de Vênus, Frejat e Supla foram os destaques do festival e abriram espaço para as novas bandas do cenário rock: República, Far From Alaska, Scalene, Ego Kill Talent,

Playmobille, Plutão Já Foi Planeta e Bellamore, em um evento que levou mais de 10.000 pessoas a transitar entre os dois palcos que dividiam o evento.

A tarde começou animada no Rolling Stone Festival, com Supla abrindo o show no palco principal cantando “Diga o que você pensa”, além de hits de sua carreira solo e alguns covers como “Pet Sematary” do Ramones, “Heroes” do David Bowie e “Imagine” do John Lennon em versão punk rock. Enquanto isso, no segundo palco a banda Plutão Já Foi Planeta, tocavam músicas de seu álbum autoral “Daqui pra Lá”,  lançado em 2014.

Camisa de Vênus com seus 36 anos de estrada, relembrou a década de 80 com seus principais hits como “Beth Morreu”, “Só o Fim” e “Eu não matei Joana D´Arc”.

O hip-hop também teve o seu espaço no festival com o repeitado Emicida, que junto com MC Guime, que fez uma apresentação que levou grande parte do público a dançar.

Já o Ira relembrou os clássicos de sua discografia, enquanto Frejat levou o público a cantar Tim Maia e Cazuza, além de seu consagrados hits.

Titãs “mandaram ver” com sons do álbum Cabeça Dinossauro e na música “Flores”. Tocaram vestindo a camisa da Chapecoense homenageando as vítimas da queda de avião ocorrida recentemente e emocionando a plateia.

Capital Inicial foi a última atração do palco principal, tocando seus grandes sucessos e fazendo o público vibrar com a energia contagiante de Dinho Ouro Preto.

Nesta primeira edição o festival abriu espaço para as novas bandas do cenário rock, como Plutão Já Foi Planeta, Bellamore, Playmobille, Far From Alaska e Scalene.

A banda Republica apresentou o próximo disco com um show notável, e ao final fizeram uma homenagem às vítimas da Chapecoense que tocou o público, com imagens de pétalas de rosas caindo com a frase “Força Chape”.

Fechando a noite o festival contou com o heavy metal brutal representado pela respeitada banda Sepultura.

Marta Ayora

Marta Ayora

Fotógrafa colaboradora no Imprensa do Rock em Imprensa do Rock
Apaixonada por música e fotografia de palco, busca captar a emoção do artista e transmitir por meio de imagens inspiradoras.
Marta Ayora