Novo trabalho do Blackdome é avaliado pelo redator brasileiro Rogério Rezende

Como ficar indiferente a um disco como este “The Chaos Suite”?

Da banda paulista BLACKDOME? Meus caros, realmente esta é uma tarefa que beira o impossível, devido a enorme gama de elementos que encontramos aqui, todos eles muito bem distribuídos e alicerçados pelo Prog Metal.

As vertentes mais pesadas do Metal que surgiram a partir do Progressivo, são meio que tratadas com certa ingratidão. Os fãs, muitas vezes, ouvem bandas buscando erros de gravação e execução, parte da mídia taxa estes grupos de auto indulgentes, além de acusações ridículas de que bandas como a BLACKDOME fazem música para músicos. Ledo engano, meus amigos! Tudo isso aqui descrito, são desculpas de pessoas incapazes de entender uma proposta tão eficaz e rica, quanto esta aqui.

Mesmo que tal proposta do grupo seja para um nicho bem específico, acreditem:

Este álbum meio que nasceu para quebrar alguns destes paradigmas.

Principalmente porque a banda flerta com vários elementos mais comerciais, percebe-se que bebe muito da fonte do Hard Rock, e também pela excelente participação do vocalista Cleiton Rodrigues, que torna tudo muito mais palatável.

Enfim, gosta do Dream Theater e congêneres? Pode adquirir o álbum do BLACKDOME sem medo de ser feliz! Como destaques, gostei bastante de “The Chaos Suite” e “Haters”.

Por Rogério Rezende

Nota: 09.5/10.0