Joe Satriani e Artur Menezes aquecem o público em show marcante no Auditório do Ibirapuera em São Paulo

Patrocinado pela líder mundial em tecnologia em parceria com o Ministério da Cultura e produzido pela Dançar Marketing, o festival SAMSUNG BEST OF BLUES promoveu o encerramento de sua quinta edição neste último domingo (06), com um mega presente para o público paulistano: uma apresentação gratuita do virtuoso guitar hero norte americano Joe Satriani com abertura do brasileiro Artur Menezes, no palco externo do Auditório Ibirapuera em São Paulo.

Ao final da tarde, uma multidão de fãs já aguardava no gramado do parque o grande momento para prestigiar seus ídolos. A faixa etária estava bem diversificada, comprovando que a boa música atrai, mistura e une diferentes gerações.

Dentro do auditório, pouco antes da apresentação, Joe e Artur participaram de uma entrevista coletiva com a imprensa onde falaram brevemente sobre a carreira e a apresentação no Brasil.

Simpático e carismático Joe revelou que após ficar hipnotizado pelo som de Jimi Hendrix, ele começou a pesquisar quem eram as influências de seu ídolo e desta forma descobriu o blues e os grandes mestres do gênero.

Quando questionado se a faixa “On Peregrine Wings”, do disco Shockwave Supernova (2015) foi inspirada no ritmo baião da música brasileira, Joe afirma que sempre absorve alguma influência musical quando visita um país.

Durante a coletiva, Joe recordou sobre a época em que tocou no Deep Purple “Foi muito legal, mas eu sentia que era de uma geração muito diferente para continuar na banda”.

Por fim, mandou uma mensagem para os guitarristas que o tem como influência: “Uma das coisas mais importantes para ser musico é praticar, praticar e praticar muito.   Se sentir confortável ao se expressar.   Também é importante estar disposto para tocar em qualquer lugar, não importa se o show é em um jardim da infância ou para este grupo de jornalistas… Você tem que estar lá para ganhar essa experiência de vida, para aprender a se expressar e  mostrar a sua experiência de vida, porque  é isso que os fãs querem ver”.

Às 18h30, Artur Menezes acompanhado por Nino Nascimento (baixo), Wladmir Catunda (bateria) e  Davi Sansão (teclado) abriu o evento.  Vencedor do prêmio “Blues Challenge” o compositor e guitarrista cearense que atualmente vive em Los Angeles, aqueceu o público com uma bela seleção de clássicos do blues, que não só impressionou como ganhou de vez a plateia com o seu carisma contagiante ao descer do palco e tocar em meio à multidão.

Por volta das 19h30, as luzes se acendem e Joe Satriani sobe ao palco com seu óculos escuro e tocando uma guitarra branca com os dentes.   Acompanhado de uma banda impecável formada por Marco Minnemann (bateria), Mike Keneally (teclados e guitarra) e Bryan Beller (baixo), Satriani deu uma aula de blues e rock instrumental para mais de 15 mil pessoas com um setlist rico que se inicia ao som de “Shockwave Supernova”, canção que dá nome ao seu álbum mais recente.

Esbanjando carisma e simpatia, Satriani disse que tocar no Brasil é emocionante e que desta vez era mais especial, pois estava se apresentando ao ar livre para um público muito maior que nos shows anteriores.   O músico interagiu puxando palmas, para que os fãs o acompanhasse em algumas músicas e trocou de guitarra várias vezes durante o show.

Além da habilidade impecável com as guitarras, o que impressiona é a energia e a jovialidade surreal que Satriani carrega ao longo de seus 61 anos, com um magnetismo que prende a atenção do público do início ao fim em uma apresentação inteiramente instrumental.

As projeções no telão com elementos coloridos ultrapassavam o teto do auditório do Ibirapuera e ao som hipnotizante de sua guitarra, a lua cheia completou o cenário em um espetáculo à parte.

Logo após a clássica “Summer song”, Marco Minnemannem apresentou um solo de bateria e alguns malabarismos com as baquetas que fez o público vibrar emendando “Always With Me, Always With You”.

O guitarrista também reviveu o álbum Surfing With The Alien, tocando “Ice 9”, “Always with Me, Always with You” e “Satch Boogie”, além da faixa que leva o mesmo título.

Por fim, antes de terminar a apresentação, Satriani convidou o Artur Menezes para retornar ao palco e juntos improvisaram uma deslumbrante jam de blues em cima da clássica “Going Down” de  Freddie King, que aqueceu a plateia em uma noite realmente fria em São Paulo.

Agradecimentos à Andréa Mello da Samsung Brasil, ao Luiz Carlos Franco da Primeira Página Assessoria de Comunicação e Eventos, ao Ministério da Cultura e a Dançar Marketing.

Confira o setlist deste show:

  1. Shockwave Supernova
  2. Flying in a Blue Dream
  3. Ice 9
  4. Crystal Planet
  5. On Peregrine Wings
  6. Friends
  7. If I Could Fly
  8. Butterfly and Zebra
  9. Cataclysmic
  10. Summer Song

Solo de Bateria

  1. Crazy Joey

Solo de Teclado

  1. Luminous Flesh Giants
  2. Always With Me, Always With You
  3. Solo de baixo + Rock Medley (Deep Purple, AC/DC, Jimi Hendrix)
  4. Crowd Chant
  5. Satch Boogie
  6. Big Bad Moon
  7. Surfing With the Alien
  8. Jam de “Going Down” com Satriani e Artur Menezes

 

Texto e fotos: by Marta Ayora / Imprensa do Rock

Marta Ayora

Marta Ayora

Fotógrafa colaboradora no Imprensa do Rock em Imprensa do Rock
Apaixonada por música e fotografia de palco, busca captar a emoção do artista e transmitir por meio de imagens inspiradoras.
Marta Ayora