Heidevolk marcando a primeira apresentação no País no Odin´s Krieger Fest

O maior festival de música viking / folk do Brasil: Odin´s Krieger Fest – se preparou e mandou ver na sua “Heathen Edition”, apresentando pela PRIMEIRA VEZ no Brasil a banda holandesa Heidevolk. Além da grande atração principal, o evento contou com as bandas: O Bardo e o Banjo,  Terra Celta, Taberna Folk, Confraria da Costaalém de Hidromel Bee Gold, lutas nórdicas, vendas e exposição de produtos medievais, e a bela cenografia presente no Tropical Butantã, que criou o perfeito clima medieval para a galera presente.

Essa edição foi apresentada em Curitiba (25/11) e em São Paulo (26/11). Segue nossa cobertura na capital paulistana:

A abertura fica a cargo da banda O Bardo e o Banjo: uma banda de folk e bluegrass formada no ano de 2012 em São Paulo, formada por Wagner Creoruska Junior (vocal, banjo e percussão), Marcus Zambello (vocal, bandolim, percussão e sapateado), Mauricio Pilcsuk (vocal e contrabaixo) e Peter Harris (violino). Essa trupe estava lá para mandar ver no palco. Com um som muito deles, muito único e ímpar, um visual magnífico se forma no palco, a energia foi muito boa e intensa. A casa ainda não estava tão cheia, mas quem estava por lá, não se arrependeu.


Enquanto os shows iam rolando, uma feira de artesanatos e artefatos medievais acontecia, na parte superior do Tropical Butantã. Tinha comidinhas, bebidinhas, fotinhas, regalos, autógrafos nos merchans, e um clima muito agradável, familiar até.

Temos que parabenizar a escolha do local, foi perfeita galera! O ar condicionado estava dando conta do recado, e foi tudo bem sincronizado e bem pensado.

A segunda banda a se apresentar foi a Confraria da Costa, que é uma banda de Rock Pirata de Curitiba fundada em 2010. Sua música tem influências do Blues, Folk, Jazz, música cigana (Gypsy) e música erudita. Suas composições são em português e fazem uma reflexão cínica e irônica sobre o homem, a sociedade, o alto mar e os meandros da vida e da morte. Seu shows são enérgicos e performáticos, de acordo com a temática das músicas. A banda possui três discos lançados, o homônimo “Confraria da Costa” de 2010, “Canções de Assassinato” de 2012 e “Motim” de 2015. o vocal tem um timbre de voz muito interessante e cheio de energia. Fizeram um show muito empolgante e intenso.

A terceira foi Taberna Folk, formada no ano de 2008, com o intuito de resgatar músicas na sua maioria da Europa antiga. O objetivo do grupo é trazer para os tempos de hoje uma das melhores formas de diversão de nossos antepassados, trazendo o clima e a alegria das antigas tabernas. O repertório consiste basicamente em temas tradicionais medievais, celtas, germânicos, nórdicos etc., assim como músicas próprias que tem por intenção recriar o estilo da época. Tiveram problemas com o som no inicio do show, mas na segunda música já estava melhor, o povo pedia -flauta, flauta! E assim foi atendido e a banda ovacionada quando a flauta estava na altura correta.  Apesar de terem uma atmosfera diferenciada da esperada Heidevolk, arrancou muitas danças e aplausos da galera. A casa agora já estava quase lotada.

A quarta foi esperada Terra Celta, que com seu folk rock, levantou a galera! Fundado em 2005, o grupo faz música irlandesa e celta com letras em português (inicialmente em inglês), geralmente humorísticas, e costuma subir ao palco vestido à caráter, ou seja, com trajes típicos celtas. Além de tocar músicas irlandesas, eles também pesquisam sobre o assunto, frequentando shows e festivais de música celta na Europa.

A finalização fica por conta da aguardada Heidevolk, banda de folk/viking metal fundada em 2002 na Província de Guéldria, nos Países Baixos. As letras contém temas sobre a história e cultura de sua cidade natal, e mitologia germânica. Formada por Joost den Vellenknotscher (baterista), Rowan Roodbaert (baixista), Kevin Vruchtbaert (guitarrista), e Lars Vogel  (vocalista). Veio para divulgar seu mais recente álbum de estúdio “Velua”, lançado em 2015.

Eles fizeram um show muito equilibrado, cheio de clássicos. Animaram e agitaram a turma que estava afoita por recebê-los pela primeira vez na cidade, e no País. Agradeceram a presença de todos, interagiram bastante com a galera, e disseram que voltarão sempre que puderem!

Set List Heidevolk – Odin´s Krieger Fest 2016

Intro – Dageraad

Winter Woede

De Toekomst Lonkt

Einde der Zege

Urth

Drankgelag

Saksenland

Dondergod

Als de Dood Weer Naar nos Lacht

Het Geldersch Volkslied

Het Bier Zal Weer Vloeien

Hulde Aan de Kastelen

Walhalla Wacht

Opstant der Bataven

Naar de Hal der Gevallenen

Het Wilde Heer

Nehelennia

Beest bij Nacht

Vulgaris Magistralis

Veleda

 

Links Relacionados:
http://www.facebook.com/odinsfest
https://www.facebook.com/heidevolkofficial/
http://www.heidevolk.com/

*Sem sobra de dúvidas, um festival digno de ter Odin no nome! Que venham mais edições, e que esse nicho que é tão rico e cheio de criatividade, seja muito bem explorado para todo sempre.

Agradecimentos a The Ultimate pelo credenciamento.

Logo mais Heidevolk no Unimetal! Aguardem!

Texto e foto: Paula Alecio

Paula Alecio

Paula Alecio

Diretora, redatora e Apresentadora do Unimetal em Imprensa do Rock
Paula Alecio