Ace Frehley (Ex-Kiss), faz show inesquecível em São Paulo

Depois que o Ace Frehley saiu do Kiss, decidiu seguir em frente e fazer a sua carreira solo. Com bons álbuns de estúdio, bons vocais e tocando muito bem guitarra, ele conseguiu fazer sucesso. Com isso, nesse último domingo, dia 05, fez uma apresentação única no Brasil, e o local escolhido foi o Tom Brasil, tocando músicas de sua carreira solo e clássicos do Kiss.

Previsto para começar as 20h, o Tom Brasil estava praticamente lotado, muitos fãs do Kiss estavam ansiosos para vê-lo no palco. Com um pequeno atraso de 10 minutos, eis que se apagam as luzes e toca a introdução “Fractured Mirror”, do disco Ace Frehley (1978). Para depois entrar o Ace e seus integrantes com a excelente música Rip it Out, onde o público foi ao delírio. Com ele no palco e vários fãs do Kiss presentes, a noite tinha tudo para ser espetacular e foi.

Como era o show do Ace Frehley, a previsão era de tocar músicas de sua carreira solo e claro, clássicos do Kiss, e foi isso que aconteceu, o Ace dividiu bem o seu repertório. Teve 3 músicas do clássico álbum Ace Frehley (1978), 4 músicas de sua carreira solo e o restante de músicas do Kiss.

Nesse show, não tinha como não notar nos integrantes da banda e o mais interessante, é que cada um teve espaço no palco. Cada integrante fazendo trabalhos incríveis. E a interação deles com o público foi muito boa. Os integrantes foram: Richie Scarlet (guitarra), Chris Wyse (baixo) e Scot Coogan (bateria e vocal).

Por mais que cada integrante teve seu momento, o show era do Ace Frehley, ele que era os vocais principais em praticamente todas as músicas e os solos de guitara era todos dele. Como era o show dele, rolou vários solos de guitarra, antes e depois das músicas. Por exemplo na música “2 Young 2 Die” onde o Ace e o Richie ficaram intercalando os solos, como se fosse um duelo de guitarras.

Músicas de sua carreira solo tocadas foram: “Toys”, “Rock Soldiers”, “Strange Ways” e “2 Young 2 Die”. Todas elas muito bem tocadas, na “Toys”, onde teve 3 incríveis solos de guitarra. O público gostou muito quando tocou o “Rock Soldiers” do Frehley’s Comet (1987), primeiro álbum de sua carreira solo. “Strange Ways” onde o baixista Chris Wyse fez um excelente solo de baixo antes de começar a música, e foi ele que ficou nos vocais principais. E a “2 Young 2 Die”, onde o Richie Scarlet assumiu os vocais principais com direito a um solo dele de guitarra.

Foram tocadas também músicas do excelente álbum Ace Frehley (1978), entre elas a “Rip it Out”, “Snow Blind” e a “New York Groove”. Fãs do Ace vibraram em cada uma dessas músicas, gritando e cantando os refrões. E claro, músicas clássicas do Kiss foram tocadas o que fez muito fãs gostarem. Foram tocadas a “Parasite”, “Love Gun”, “Rocket Ride”, “Shock Me”, “Cold Gin”, “Detroit Rock City” e “Deuce”.

Momentos interessantes nas músicas do Kiss tocadas pelo Ace, foi na Love Gun, onde o Scot Coogan assumiu os vocais, cantando muito bem a música. Na música “Shock Me” do Love Gun (1977), uma das músicas mais esperadas pelos fãs, onde rolou solos de guitarra depois da música e que ao mesmo tempo teve um momento bem marcante da noite, em que a guitarra do Ace começou a soltar fumaça pelo captador, o que lembrou na época em que eles fazia isso no Kiss. Na música “Cold Gin” onde o Ace deixou os fãs cantarem os versos, que obteve um eco sensacional. Nas duas últimas músicas que foi a “Detroit Rock City”, onde o Scot assumiu novamente os vocais e a “Deuce” foi que encerrou a noite.

Um show de mais ou menos uma hora e meia, o Ace veio e mostrou um ótimo trabalho com a sua banda, ótimas composições tanto de sua carreira solo como as do Kiss. Com boas interações com o público e recheado de solos de guitarra, foi um show fantástico onde os fãs do Ace e do Kiss provavelmente gostaram.
Setlist:

1. Rip It Out
2. Toys
3. Parasite
4. Snow Blind
5. Love Gun
6. Rocket Ride
7. Rock Soldiers
8. Strange Ways
9. New York Groove
10. 2 Young 2 Die
11. Shock Me
12. Cold Gin

Bis:

13. Detroit Rock City
14. Deuce

Membros:

Ace Frehley – Vocal e Guitarra
Richie Scarlet – Guitarra e Vocal
Chris Wyse – Baixo e Vocal
Scot Coogan – Bateria e Vocal

 

 

Texto: Giancarlo Rossi
Fotos: Wallace Andrade