WORST e seu álbum: “Cada Vez Pior”

Depois de ouvir o primeiro álbum do WORST, “Te Desejo Todo O Mal Do Mundo” (2012), fiquei impressionado com ele pela determinação da banda e da coragem deles por retratarem em suas letras, temas polêmicos envolventes com a política, sociedade em que vivemos, nosso cotidiano, entre outros.

Com isso, fui dar uma conferida no segundo disco de 2014 intitulado “Cada Vez Pior”. Basicamente no mesmo estilo que do álbum anterior, temos letras criticando a política, temas envolvendo o dia a dia no país, revoltas na sociedade, etc.

Todas as faixas trazendo os vocais agressivos e potentes do Thiago Monstrinho, mostrando todo ódio que sente em relação aos temas abordados em cada música, o que é algo marcante e admirável pela bravura da banda.

A guitarra super distorcida em andamentos acelerados e extremos, o baixo violento fazendo também parte da insanidade e a bateria mostrando todo o seu peso em boas cadências, são pontos relevantes em conjunto com os vocais, apresentando toda a fúria e indignação em suas letras.

Cada faixa do álbum traz as suas insinuações com os temas que a banda e a própria sociedade sofre e sentem cada vez mais raiva gerando assuntos completamente abomináveis por conta das manipulações, atitudes e desrespeitos.

Músicas bem compostas fazendo o melhor do estilo aplicado. Sonoridade agressiva, enérgica, violenta, provocativa, destemida e determinada, fazem parte do repertório da banda. Integrantes bem dedicados, aplicados e talentosos, é outro ponto que percebemos ao ouvir “Cada Vez Pior”.

Como é de costume do Hardcore, aqui encontramos músicas rápidas de durações curtas, instrumentos com tonalidades mais intensas e ausência de solos de guitarras. Apreciadores do estilo, vão adorar esses aspectos pela forma que é feita e desenvolvida.

Músicas basicamente sempre na mesma pegada e falando os assuntos de cada uma: “Transbordando Ódio”, insinuando a eliminação de pessoas inaceitáveis que habitam na sociedade e que acabam com o país; “Só Depende de Você” fala sobre o caráter que cada um precisa ter e que deve lutar para conquistar o que merece, mesmo estando numa situação ruim e numa sociedade podre; “Pesadelo” aborda de uma possível união da sociedade para lutar pelo nosso país e que é possível a mudança nele; “Andar na Linha” fala da luta pelo que você tem; “Honra Dilacerada” retrata o mesmo tema que da primeira faixa do álbum “Transbordando Ódio”; “Ninguém Vai Te Ajudar” sobre a desconfiança do povo; “Acreditar” sobre a confiança e o caráter da pessoa em conseguir uma vida melhor; “Nunca Fez Nada” retratando novamente a sociedade em que vivemos; “Cada Vez Pior” falando que não vê melhoras para o mundo, e sim só desgraça e a dificuldade de se viver desse jeito; “Sem Dó” falando de novo do ódio associado ao país.

“Cada Vez Pior” é tão bom quanto o “Te Desejo Todo O Mal Do Mundo” (2012), com uma sonoridade agressiva e letras de protestos sociais e políticos. Aos apreciadores de Hardcore e de música nacional, vale a pena dar uma conferida no segundo trabalho do WORST. Boa recomendação.

Faixas:

1. Transbordando Ódio
2. Só Depende de Você
3. Pesadelo
4. Andar na Linha
5. Honra Dilacerada
6. Ninguém Vai Te Ajudar
7. Acreditar
8. Nunca Fez Nada
9. Cada Vez Pior
10. Sem Dó

Line-up:

Thiago Monstrinho – Vocal
Douglas Melchiades – Guitarra
Ricardo Brigas – Baixo
Fernando Schaefer – Bateria

Nota: 8,0