Unisonic: seguido das fritações de solos de Malmsteen, grupo alemão apresentou novos sons e fez público “chorar” com clássicos do Helloween

O Monsters of Rock 2015 recebeu após as fritações de solos de Yngwie Malmsteen o super grupo alemão Unisonic, no Arena Anhembi, em São Paulo – super grupo pois, é formado por nada menos que Kai Hansen (guitarrista, vocalista – ex Helloween e Iron Savior, atual Gamma Ray e Unisonic), Michael Kiske (vocalista, ex Helloween e atual Place Vendome e Unisonic) e fechando com Mandy Meyer (guitarra), Kosta Zafiriou (bateria, Pink Cream 69 e Place Vendome) e Dennis Ward no baixo (Pink Cream 69).

O Unisonic que mistura um power metal dos anos 80 com o modernismo para que possam ser considerados uma banda atualizada agradou os ouvidos de muitos fãs e fez com que fossem aplaudidos do começo ao fim. “For The Kingdom” abriu com força suficiente para que ali mostrasse que um ex vocalista do Helloween estava presente para os 30 mil headbangers na tarde do domingo, “Exceptional” e “Star Rider” deram chances para que a platéia retribuísse cantando junto em alguns momentos.

Os que podemos considerar como já hits consagrados da banda não poderiam ficar de fora “Your Time Has Come”, “King For A Day” e “Throne of the Dawn” deram sequências e antes do encore com a faixa auto intitulada da banda “Unisonic” foram executadas duas faixas do Helloween que fizeram o headbanger com mais cara de mal possível escorrer lágrimas do olhos de qualquer maneira: “March of Time” e “I Want Out” – finalizando o show após muitas brincadeiras, exercícios físicos em cima do palco, piadinhas, o Unisonic deixou o ar da graça para o Accept que entraria logo menos. Voltem logo!

Por: Victor Santos // Foto gentilmente concedida por: Leandro Anhelli
Agradecimento pelo credenciamento: MIDIORAMA

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos