Toth lança EP de estreia e clipe para ‘Left In The Dark’

Grupo paulistano, que segue um conceito visual/estético baseado em deuses egípcios, apresenta o EP “Rise of the Gods” | Foto: Belmilson Santos

Formada por Oblivium “Toth” (guitarra), Demmora “Anubis” (vocal), Atef “Sobek” (baixo) e Sekimesh “Hórus” (bateria), a banda paulistana Toth segue um conceito visual/estético baseado em deuses egípcios e o uso de máscaras faz referência aos deuses Toth, Sobek, Anubis e Horus. Cada integrante personifica uma respectiva entidade e a teatralidade é parte fundamental da Toth, que apresenta agora o EP de estreia, “Rise of the Gods“, e o videoclipe da faixa “Left in the Dark”. “Toth é o deus egípcio da sabedoria, que é a grande bússola para nos guiar nos labirintos da vida. Ser Toth é estar em contato direto com cada sentimento profundo e saber entendê-lo. É entrar em contato com nosso alterego oculto e trazê-lo para a superfície. Acima de tudo, ser Toth é saber que você não está sozinho e não precisa atravessar o inferno sem ajuda”, explica Murilo Otero (Oblivium). “Nossa mensagem é simples: Seja qual for sua dificuldade, você não está só. Estamos todos juntos por algo muito maior”, acrescenta o guitarrista.

Confira o clipe para “Left in the Dark”, dirigido por Maycon Avelino (Starship Videos):

Left In The Dark“, uma das primeiras composições criadas pelo guitarrista Oblivium, conta com a participação especial do rapper brasileiro radicado na Austrália, Ntres. “A letra de ‘Left In The Dark’ trata do sentimento de perder uma pessoa amada através de um crime brutal, passando pelas fases do luto: tristeza, revolta, desesperança até chegar a aceitação. A música acompanha a letra em cada etapa e vai mudando constantemente a atmosfera. Essa canção é muito especial pra mim e acredito que seja a mais intensa do nosso primeiro EP”, relata Oblivium. “Musicalmente, a Toth busca unir o peso e virtuosismo do metal, o dinamismo da música eletrônica a novas tendências e estilos. Para nós, a música é uma deusa imortal que transcende gerações desde o início dos tempos. Ela se reinventa, se recicla e se adapta as tendências de cada época”, acrescenta.

Para o baterista Caio Gaona (Sekimesh “Hórus”), ser parte da Toth, que fez a sua estreia nos palcos em outubro de 2021, tem sido uma experiência única. “Lembro que a primeira vez que vesti a roupa foi algo emocionante, pois me senti como um super-herói. Este é o lançamento autoral mais importante que já fiz com uma banda”.

“Rise of the Gods”, produzido por Oblivium, Demmora e Marcelo Santanna, foi gravado nos estúdios Loud Factory e Orra Meu Studios e mixado por Adair Daufembach (Project46, Tony MacAlpine, Hibria, Hangar e outros). Confira o repertório do EP, disponibilizado em todas as plataformas de streaming através da Himawari Records:

1 – Intro
2 – Иeverland
3 – iFake
4 – Left In The Dark
5 – Fading

Ouça o EP nas plataformas de streaming: https://ingrv.es/rise-of-the-gods

Contatos:
Site: https://officialtoth.com/
Instagram: https://www.instagram.com/theofficialtoth/
Facebook: https://www.facebook.com/officialtoth

 

Ricardo Batalha

Ricardo Batalha

RICARDO BATALHA tem uma trajetória que se confunde com a própria história do heavy metal no Brasil. Trabalha na revista Roadie Crew desde 1996 e é um dos diretores da ASE Press – Assessoria e Consultoria.