Tankard: “Fazemos letras sobre álcool, mas também temos músicas sérias”; entrevistamos Gerre

Gerre-Tankard-IDR

Gerre-Tankard-IDRNo começo deste mês entrevistamos Gerre, vocalista do Tankard, em comemoração ao anúncio da passagem da turnê da banda pelo Brasil. A banda de thrash metal alemã faz 35 anos e tem muita história para contar, por isso a pedido dos nossos colaboradores fomos atrás do Gerre mais uma vez e o resultado não podia ter sido melhor. Essa entrevista é uma parceria entre o Imprensa do Rock e A Ilha do Metal.

Pauta por: Paulo Alecio e Marcos Cesar
Entrevista por: Marcos Cesar (A Ilha do Metal)
Tradução: Yasmin Amaral
Edição por: Victor Santos
Agradecimento: The Ultimate Music

IDR: É realmente um grande prazer estar falando com você, sou muito da banda desde o lançamento de “Chemical Invasion” (1987) no Brasil. Bem, vocês estarão em São Paulo dia 21 de fevereiro no Hangar 110, o que podemos esperar do Tankard para este show?
Gerre: Eu acho que vocês podem esperar outra grande festa de thrash metal, nós vínhamos ansiando voltar para o Brasil, especialmente para São Paulo, pois com certeza é um lugar dos lugares mais incríveis. Nós esperamos fazer um ótimo show junto de vocês, eu sei que os fãs estão muito ansiosos, então aguardamos uma outra noite de diversão e thrash.

IDR: O álbum “A Girl Called Cerveza” e o último “RIB (Rest In Beer)” foram lançados pela Nuclear Blast. Como isso impacta na carreira do Tankard?
Gerre: Nós temos muita sorte da Nuclear Blast ter se interessado, eles fazem um ótimo trabalho, uma grande promoção em cima da divulgação dos álbuns, isso é um grande feito para o Tankard, em geral nós estamos muito satisfeitos. Eu acho que somos uma banda pequena dentro da Nuclear Blast, mas eles tem um grande poder e o próximo álbum será lançado por eles.

IDR: Agora vocês completaram 35 anos de banda e tem muita história para contar. Nós sabemos que vocês têm outros trabalhos e um número limitado de shows por ano. O que você acha dos fãs que esperam o show do Tankard aqui na América do Sul?
Gerre: Os fãs da América do Sul em geral são muito receptivos, tem muita paixão pela música, são muito loucos. É muito bom ter irmãos no heavy metal em todo o mundo,
não importa se você é branco, negro, tem cabelo comprido ou curto, se você tem irmãos no heavy metal. Mas na América do Sul os fãs são muito, mas muito calorosos,
é muito bom estar de volta.

IDR: Em uma entrevista que fiz com o Exodus, conversamos sobre uma ideia de Big Four Alemão, que poderia escalar Tankard, Kreator, Destruction e Sodom. O que você acha dessa ideia de Big Four Alemão, ou sobre o Big Four Americano?
Gerre: Já foi cogitada a ideia de um Big Three Alemão, sem o Tankard, mas comparando ao Big Four da América seria uma honra para o Tankard estar participando disso como uma grande banda. Tocamos com todas essas bandas mencionadas em grandes festivais e esperamos que isso aconteça de novo.

IDR: Vocês estão gravando um novo álbum?
Gerre: Estamos montando um novo álbum para celebrar todos esses 35 anos de banda e deve ser lançado em 2017.

IDR: Vocês tem algum plano de gravar um DVD ou álbum ao vivo?
Gerre: Nós temos dois DVDs, mas no momento isso não faz parte dos nossos planos.

IDR: Quais eram as influências de vocês quando começaram o Tankard? E o que vocês já ouviram de Heavy Metal do Brasil?
Gerre: O primeiro álbum que tive em minhas mãos foi do AC/DC, fora ele nós estávamos ouvindo músicas da New Wave of British Heavy Metal, como Raven, Tygers of Pan Tang e Motorhead, apesar de não ser da NWOBHM. Também incluo o primeiro CD do Metallica, e o primeiro do Exciter, que é uma das minhas bandas favoritas. Do Brasil, com certeza a lenda Sepultura e Ratos de Porão, mas eu terei que esperar para vocês me mostrarem mais bandas.

IDR: Como você vê a cena do Heavy Metal na Alemanha e no mundo em geral?
Gerre: Aqui na Alemanha temos muitas bandas, muitos festivais, nós realmente temos muitos fãs aqui, uma cena muito leal. Tem espaço para bandas clássicas e para as
novas. Eu acho que a cena do thrash metal vai sobreviver.

IDR: No último ano o baterista de vocês Olaf Zissel teve alguns problemas de saúde, você poderia explicar melhor?
Gerre: Ele foi levado ao hospital com suspeita de derrame, felizmente foi apenas um grande susto, ele já está bem e já foi liberado do hospital. Olaf está de volta e tudo
está bem.

IDR: Desde 1982 você manteve o conceito inicial no Tankard, mesmo tendo passado quase quarenta anos fazendo isso. Como você consegue manter isso vivo todos esses anos?
Gerre: Essa é uma ótima pergunta. Nós temos nos divertido muito durante todos esses anos, não tem coisa mais importante do que se divertir com a música. Então somos livres, não temos que vender muito, nem temos que fazer uma quantidade grande de shows, isso nos deixa mais livres no que fazemos. Isso é um bom aspecto, nós
somos totalmente independentes.

IDR: No Heavy Metal existem muitas bandas falando de demônios e coisas pesadas. Quando vocês começaram de onde tiraram a ideia de falar sobre Cerveja?
Gerre: Na nossa segunda demo “Alcoholic Metal” de 1985 fizemos apenas uma brincadeira com as vertentes que estavam criando, como Black Metal, Glam Metal, então
decidimos brincar com o Alcoholic Metal. Nós temos álbuns como “Chemical Invasion” e “The Morning After” onde fizemos tudo nesse estilo, então as pessoas nos conhecem
por isso, muitas gostam de nós por isso, mas também temos músicas sérias, as quais ninguém comenta, é claro.

IDR: Para finalizar esta entrevista gostaria que deixasse uma mensagem para os fãs no Brasil.
Gerre: Muito obrigado, nós gostaríamos mesmo de agradecer por todos que nos deram suporte durante esses 35 anos, é muito bom estar de volta ao Brasil, mantenham o
thrash metal vivo e todos estaremos juntos numa grande festa. Salut!

Serviço – Tankard em São Paulo – 2016

Data: domingo, 21 de fevereiro de 2016
Local: Hangar 110
Endereço: Rua Rodolfo Miranda, 110 – Bom Retiro (Metrô Armênia)
Abertura da casa: 18h30 | Show: 20h
Censura: 14 Anos
Valores (antecipado): R$ 100,00 (pista promocional) | R$ 150,00 (camarote promocional)
Ingresso online: Ticket Brasil
Ponto de venda sem taxa de conveniência: Paranoid (Galeria do Rock)
Pontos de venda com taxa de conveniência: Ticket Brasil
Evento Facebook: clique aqui!

Imprensa Do Rock

Imprensa Do Rock

Redatora em Imprensa do Rock
A Imprensa do Rock foi fundada em novembro de 2011 para proporcionar o melhor do Rock N' Roll e Metal com Notícias, Artigos, Agenda, Entrevistas nacionais e internacionais, Coberturas de shows e Resenha CD's.
Imprensa Do Rock