Tankard: derramando cerveja com emoção em todas as perguntas; entrevistamos Gerre

Gerre-Tankard-IDR

O Tankard comemora 35 anos de sua existência e é um grande prazer ter podido conversar com Gerre, um dos melhores vocalistas de thrash metal da Alemanha. Essa entrevista teve a participação especial de Daniel Pacheco, fã dedicado da banda que me ajudou muito a melhorar as perguntas e a forma espontânea com que ela está. O que vem abaixo é conteúdo impróprio para menores de 18 anos e não amantes da união entre a cerveja e o thrash metal.

Entrevista por: Yasmin Amaral e Daniel Pacheco
Edição por: Victor Santos

IDR: Faz 34 anos desde o início do Tankard. Você tem memórias das gravações do primeiro disco “Zombie Attack”?

Gerre: Já faz 30 anos que gravamos, estávamos no estúdio pela primeira vez. Tivemos que experimentar muito antes de finalizar, pois nunca tínhamos gravado antes. Fomos hospedados num hotel em Berlim e acabamos destruindo um pouco o quarto. A gravadora mandou de volta pra casa quatro ou cinco caras e só então pudemos ouvir a mixagem. Isso tudo foi muito engraçado.

IDR: Vocês tem mais alguma história engraçada dessa época?

Gerre: Não consigo lembrar muitas coisas dessa época, porque bebemos muito. Mesmo muito bêbados fizemos um ótimo álbum.

IDR: Eu vejo esse álbum “Zombie Attack” como algo que une hardcore e thrash metal. Como um berço do crossover, especialmente na música “Mercenary”. Vocês vêem dessa maneira?

Gerre: Nosso guitarrista da época Andy Bulgaropulos, escutava muito The Exploited e Black Flag, os riffs têm muita influência punk. Algumas músicas já tinham 2 ou 3 anos de composição. Então vejo sim, tem uma atitude muito punk.

IDR: Qual disco da carreira do Tankard é seu preferido?
Genre: Essa é uma pergunta muito difícil, é claro que eu gosto de todos. Mas o meu preferido vai ser sempre o primeiro e o último. O primeiro porque foi o início do Tankard, apesar das duas demos que o antecedem, elas foram gravadas caseiramente, então o primeiro álbum foi o que realmente marcou o início da banda. E o último, sempre vai ser meu preferido porque entramos na atmosfera do disco. Nós temos muitos discos bons, mas sempre escolho o primeiro e o último, independente de qual tenha sido, por esse motivo.

IDR: O álbum “Beast of Bourbon” também é um marco na carreira do Tankard.

Gerre: Sim, foi o segundo disco que trabalhamos com  Andy Classen como nosso produtor. É o álbum que sucede o “B-Day” que é muito importante para nós, porque foi um novo começo com gravadora e produtor. E como um novo começo para o Tankard, o “Beast of Bourbon” é uma consolidação disso.

IDR: Neste momento Gerre me pergunta: “O “Beast of Bourbon” é aquele que tem a música “Die with a beer in your hands”? e o Daniel responde por mim “Sim, é o que tem uma marcha fúnebre no solo”.

Gerre: Realmente é um álbum muito legal e essa música é minha preferida de tocar ao vivo.

IDR: O Tankard tem uma sequência de discos que nunca decepcionou os fãs. Isso é uma tarefa difícil de se cumprir sendo que vocês têm empregos fora da música e pouco tempo pra excursionar?

Gerre: Nós todos temos empregos normais porque o lance do Tankard é uma diversão para nós. Dedicamos nosso tempo livre para escrever músicas novas. É muito trabalho mas amamos e nos concentramos nisso. Amamos o thrash metal e temos o mesmo espírito do começo, então continuamos. Mas é muito trabalho mesmo e todo nosso tempo livre gastamos nisso.

IDR: Vejo que nosso tempo está acabando, portanto gostaria de agradecê-lo por responder algumas perguntas para o Imprensa do Rock.

Gerre: É verdade. Eu estava trabalhando, depois fui ensaiar, agora estou fazendo entrevistas, para depois ensaiar mais um pouco e dormir. Tenha um bom dia, boa tarde ou boa noite, o que for. Sei que aí é feriado, então aproveite.

IDR: Nós agradecemos!

Serviço – Tankard em São Paulo – 2016

Data: domingo, 21 de fevereiro de 2016
Local: Hangar 110
Endereço: Rua Rodolfo Miranda, 110 – Bom Retiro (Metrô Armênia)
Abertura da casa: 18h30 | Show: 20h
Censura: 14 Anos
Valores (antecipado): R$ 100,00 (pista promocional) | R$ 150,00 (camarote promocional)
Ingresso online: Ticket Brasil
Ponto de venda sem taxa de conveniência: Paranoid (Galeria do Rock)
Pontos de venda com taxa de conveniência: Ticket Brasil
Evento Facebook: clique aqui!

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos