SIXX:A.M lança versão de música com participações especiais

Nesta sexta (21), o Sixx:A.M., projeto paralelo do baixista Nikki Sixx, do Mötley Crüe, em conjunto com o ex guitarrista do Guns N’ Roses, Dj Ashba e o vocalista James Michael, lançou uma nova versão da música “Maybe It’s Time“, recheadas de participações especiais. Aparecem na canção, os vocalista, Corey Taylor (Slipknot), Joe Elliot (Def Leppard), Ivan Moody (Five Finger Death Punch), Tommy Vext (Bad Wolves), o cantor Brantley Gilbert, além do guitarrista, Slash, do Guns N’ Roses

A nova versão da canção, encabeça uma campanha sobre o alerta de vícios em opioides, no que é chamado como o “Mês Nacional da Recuperação‘, que se inicia em 31 de agosto e vai até 30 de setembro e todas a arrecadação com a música será destinada a fundação Global Recovery Initiatives.

Nikki comenta: “Tenho orgulho de reunir esses artistas para ajudar a arrecadar fundos para a fundação Global Recovery Initiative. A epidemia de opiáceos não foi embora quando a pandemia apareceu. Pelo contrário … aqueles em recuperação inicial correram ainda mais riscos do que antes por isso, é mais importante do que nunca sensibilizá-los e apoiá-los. Realmente acredito que, unidos, podemos fazer a diferença e salvar vidas.

O alcoolismo e o vício em drogas são doenças familiares. São as únicas doenças com as quais todo mundo fica bravo e se machuca se você tiver. As pessoas não ficam chateadas com você se você pega câncer. É porque, com o vício, ele afeta todos cuja vida toca o sofredor.” – comenta o vocalista Vext, do Bad Wolves

E quem também comentou foi Corey Taylor: “É um problema real … Está afetando os jovens mais e mais a cada ano, então é muito, muito importante para todos nós contribuirmos e fazermos nossa parte, especialmente alguns de nós que já passaram por isso … aqueles de nós que sobreviveram … É o mínimo que posso fazer.

A canção apareceu originalmente no último disco lançado pelo Sixx:A.M., “Vol. 2, Prayers For The Blessed”, lançado em 2016 pela Eleven Seven Music.

Avatar
Avatar

Marcio Machado

Estudante de História pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), mas com o pé no jornalismo musical, desde os 12 anos se arriscava à escrever sobre o que ouvia em cadernos, se enveredando pela escrita jornalistica do Metal desde 2016 com o Whiplash, tendo de lá para cá, 80Minutos, Headbangers News, Gaveta de Bagunças, Headbangers Brasil e recentemente o Imprensa do Rock, como casas para seus textos e chatices. Tem como bandas de cabeceira Korn, Alice in Chains e Pantera, mas fã de muita coisa dos anos 90, a melhor década.