SEGREGATORUM: Assista ao lyric vídeo do novo single, “Nourished Wounds”

SEGREGATORUM: Assista ao lyric vídeo do novo single, “Nourished Wounds”

A banda SEGREGATORUM foi fundada em 2016 na cidade de Bento Gonçalves/RS, tendo como objetivo buscar uma sonoridade própria dentro de suas influências Death/Doom Metal. Seu primeiro EP, intitulado “Death Bells” foi lançado em 2017, apresentando uma temática sombria e misteriosa, referente às imperfeições, falhas e corrupções humanas, com letras descrevendo os sete pecados capitais. O termo “segregatorum” descende do Latim, que significa “isolado”, fazendo menção às pessoas individualistas, que vivem para si mesmas. Mas primeiramente, o nome da banda surgiu da música “Isolate”, do Paradise Lost, uma grande influência para todos os integrantes.

Em 2019 a SEGREGATORUM entrou em estúdio para gravar seu primeiro full length, intitulado “Lemarchand’s Dominus”, mixado e masterizado por Ernani Savaris da SoundStorm Studio. O álbum contará com 10 faixas, sendo três faixas remasterizadas do primeiro EP e sete faixas inéditas e será lançado em março de 2020. Sobre o aguardado debut, o vocalista Lucas A. Lazzarotto comenta: “O primeiro álbum de uma banda, geralmente, é sempre um dos mais marcantes, pois todas as bandas olham para traz, para se inspirar e se basear e olham para o futuro, para quem sabe fazer melhor ainda. Estamos planejando este álbum há quatro anos, tempo mais do que suficiente para deixar as composições alinhadas e bem acabadas. Acreditamos que este trabalho irá nos trazer o devido reconhecimento e principalmente exibir, para o resto do mundo, a nossa cena forte do Metal Nacional, que está em constante renovação.”.

Antes do álbum, porém, Lucas A. Lazzarotto (vocal), Igor Alves Bidigaray e Luiz Felipe Dias Flores (guitarras), Lucas Carbonera (baixo) e Carlos Acosta (bateria) lançam o single para a música “Nourished Wounds (Elysium Part I)”, também disponibilizada em formato de lyric vídeo. Segundo Lazzarotto, a música “traz em sua letra uma dos conceitos centrais da temática, cuja qual, é evidenciada em todo álbum, que é as imperfeições, falhas e corrupções humanas, mais precisamente os sete pecados capitais, juntamente, com as práticas pecaminosas realizadas pelo ser humano, no qual, a letra cita, que é um ritual que cometemos (in)voluntariamente e praticamente a todo momento, juntamente, com a sua busca insaciável pelo prazer carnal, fazendo referência também ao filme Hellraiser, dirigido e produzido por Clive Barker.”

A música condensa todas as influências e experiência dos músicos ao longo de vários anos dedicados ao som pesado com outras bandas e projetos. Embora a SEGREGATORUM tenha sido formada em 2017, o quinteto já é conhecido nos palcos gaúchos, e com “Nourished Wounds” buscam iniciar uma nova etapa em sua carreira. O mix de influências é explicado em detalhes por Lazzarotto, que também fala sobre a estrutura da música e seus variados detalhes: “A estrutura da música começa com um clima de mistério, pois precisávamos de uma introdução que prende o ouvinte, até o momento que o riff introdutório ganhasse corpo, um riff ao qual, buscamos relembrar o peso e os épicos riffs do Candlemass, após esta introdução, o parágrafo, começa com um riff arrastado e com um vocal “quase limpo”, com a intenção de matar a saudade do Sentenced, pois a princípio aqui era destacar a melodia e o ritmo xamânico, remetendo o ouvinte numa espécie de ritual, na segundo parte do parágrafo, ocorre uma transição tanto nos vocais e também na percussão, para gerar certa aflição e expectativa ao ouvinte, enfim, chegamos ao refrão, sempre procuramos dar ênfase e gerar capricho nas melodias das músicas, por tanto este refrão se vende fácil aos ouvidos, o vocal do refrão é rasgado e agressivo, tipo Enthroned, Marduk e Carcass, já o riff do instrumental, é pesado e melódico, mas empolgante, relembrando bandas de Death Metal como Hypocrisy e Bloodbath, convergindo deslumbrantemente. No interlúdio da música aparece o riff mais melódico da composição, lembrando o velho Paradise Lost, nossa principal influência. Este riff vem acompanhado de um vocal rasgado, justamente para contrapor a beleza da melodia, fazendo o casamento perfeito. No final ainda repetimos mais uma vez o refrão, para ficar grudado no seu córtex.”.

Assista ao lyric vídeo:

 

 

Contatos:
Facebook: https://www.facebook.com/segregatorummetal
Instagram: https://www.instagram.com/segregatorummetal

Fonte: Wargods Press

Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Comecei a ouvir Rock N' Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence. Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo. Até que quis montar minha própria banda. No decorrer da caminhada passei por projetos como: 2000 - Resistência Aflita 2004 - Kaos Eminente 2006 - Estado Crítico 2014 - Insulto Verbal 2015 - Atualmente faço parte dos Projetos Capa Preta e Exclusão Social. Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.