Ruins of Elysium: conheça o conceito por trás da música “Kama Sutra”

O álbum “Seeds of Chaos and Serenity” do grupo Ruins of Elysium possui uma atmosfera diferenciada em conceitos líricos diferenciados e inteligentes criadas pela banda. O disco que vem recebendo críticas positivas, desde seu lançamento oficial no último dia 04 de abril, mescla leveza, arranjos técnicos, andamentos variados e qualidade acima da média, além de contar com letras que expõem as principais influências pessoais do principal compositor do grupo, o vocalista “Drake Chrisdensen”.

Outro ponto importante em se ressaltar é a diversificação de ritmos encontradas nas harmonias de “Seeds of Chaos and Serenity”, elementos percussivos indianos e árabes são um dos destaques da música de abertura do álbum, “Kama Sutra”, que reúne um complexo andamento em toda sua estrutura. Utilizando instrumentos como o bansuri, harmonium, zourna, tanpura, santur e tambores indianos, a banda teve a intenção de apresentar uma atmosfera sexual e quente nas bases rítmicas para que a letra de “Kama Sutra” obtivesse sentido e realidade entre letra e harmonia.

A música “Kama Sutra” é erótica e tem a real intenção de invocar a intensidade do momento, fazendo com que seja esquecida qualquer sensação de dor, ou problemas, concentrando todas as energias e a entrega, para a outra pessoa, mesmo que você nunca mais a veja na sua vida.

Escute “Kama Sutra”:

“Ruins of Elysium” é uma banda com integrantes brasileiros e italianos, sua musicalidade possui elementos de Symphonic/Power Metal e um grande diferencial é que a banda é a única no mundo que possui um vocalista de tenor, atualmente a banda já está trabalhando no sucessor de “Seeds of Chaos and Serenity”.

A banda pode ser acompanhada nos links abaixo:
Facebook: https://www.facebook.com/RuinsOfElysium/
Roadie Metal Press: https://roadie-metal.com/press/ruins-of-elysium/

Wallace Andrade

Wallace Andrade

Fotógrafo em Imprensa do Rock
Fotógrafo, formado em Comunicação Digital, amante da música.
Wallace Andrade