Rita Lee – Uma Autobiografia

46360083

Rainha do rock brasileiro fala sobre sua autobigrafia em entrevista à jornal,  temas fortes como estupro e drogas são alguns dos destaques do livro.

Com mais de 50 anos de carreira, a cantora Rita Lee é uma das lendas da música nacional – principalmente quando o assunto é rock. A biografia da eterna mutante está disponível para ser adquirida, e, mesmo acabando de ser lançada, já está causando polêmica na internet.

Rita Lee mudou a trajetória da música no Brasil – ela fez parte das bandas Os Mutantes e Tutti Frutti durante as décadas de 1960 e 1970 – e em carreira solo gravou canções que são icônicas como “Ovelha Negra”, “Lança Perfume” e “Agora Só Falta Você”. A cantora, que até hoje é uma inspiração no cenário cultural, alcançou projeção internacional com seus trabalhos ao longo da década de 1980.
Hoje Rita mora no campo e se decida as atividades caseiras – como cuidar de suas plantas, animais e da casa. Em entrevista para a Folha de S. Paulo sobre o livro, ela diz que decidiu largar os palcos, mas isso não significa que deixará a música de lado, prefere continuar a compor e fazer gravações caseiras. Entretanto, como mostra em seu livro, ela não foi sempre assim: excessos, desavenças e outras aventuras marcaram sua vida.

A passagem mais chocante do seu livro é, sem dúvidas, o trecho em que narra o momento em que foi estuprada quando era jovem. O ato foi cometido por um técnico de máquina de costura com uma chave de fenda. Lee definiu que escrever sobre isso foi uma forma de “autoterapia” para superar o problema.

A cantora – que assumiu os cabelos brancos e é a capa da revista Quem deste mês – fala, ainda, sobre drogas e dá detalhes sobre o assunto, fala de como isso a prejudicou em determinados momentos da carreira, porém que algumas de suas melhores – e algumas das piores também – músicas nasceram sob o efeito das substâncias. Ela, porém, não aparenta ter ressentimentos sobre os fatos.

Os dramas, percalços e inimizades de ao longo se sua carreira de mais de meia década também são abordados durante a narrativa da biografia. Ela não esconde os problemas que teve com diversas personalidades, entre elas, músicos, jornalistas e críticos. Outras passagens, como a do show que fez em 2012 em Aracajú que terminou em briga com a polícia também estão presentes na biografia. O livro “Rita Lee – Uma Autobrigrafia”, lançado pela Globo Livros, já está à venda nas livrarias e na internet.