Reytoro @ Sesc Belenzinho – São Paulo/SP (07/12/2018)

Último mês do ano e o estado de São Paulo teve o prazer imenso em receber diretamente do Uruguai REYTORO. Banda de heavy metal formada em 1998, integram no conjunto Fabián Furtado (vocal), Norberto Arriola (guitarra), Enzo Broglia (baixo e vocais) e Fernando Alfaro (bateria). Atualmente, contam com três álbuns de estúdio: “Reytoro” (2003), “II” (2009) e “III” (2015). Essa foi a primeira vez dos uruguaios em São Paulo, porém, nesse mesmo ano, em setembro, eles já haviam passado pelo país, mais especificamente, nos estados de Rio Grande do Sul e Santa Catarina e para a alegria dos paulistanos, a banda retornou ao país para duas apresentações no estado de São Paulo, dia 07 na capital e dia 08 em Atibaia. Estive presente no show do dia 07, realizado no Sesc Belenzinho, e já digo, que ótima estreia na capital os uruguaios realizaram.

Cosmic Rover

Antes do REYTORO subir ao palco, tivemos a honra em assistir o power trio brasileiro de stoner rock Cosmic Rover, que foram os encarregados pela abertura. Formada esse ano, o conjunto conta com Edson Graseffi (vocal e bateria), Rick Rocha (guitarra) e Rodrigo Felix (baixo) e no momento, possuem um único lançamento de estúdio, o EP auto-intitulado trazendo quatro excelentes músicas. Nesse show, nos apresentaram essas músicas e mais algumas que estarão presentes em um futuro lançamento.

Dado o horário e infelizmente, com a casa vazia, o trio sobe ao palco, tomam seus respectivos lugares e dão início com “Space Motherfucker”, contendo um refrão marcante, bons riffs de guitarra, é uma faixa bem contagiante. Uma saudação rápida do Edson ao público e logo anuncia a pesada “Never Forget”. Na sequência, executaram dois sons novos: “Spitting Fire” e “Electrify”, que segundo o Edson, estarão presentes no lançamento de 2019 e assim, como as já tocadas, ótimas composições, os bons vocais do Edson e sua excelente pegada na bateria, os riffs e solos do ótimo guitarrista Rick e o Rodrigo ajudando nos backing vocals e fazendo seu trabalho no baixo.

O Edson mostrou uma total gratidão por se apresentarem naquela noite, agradeceu muito ao público presente dizendo: “Vocês não sabem como a gente está feliz de estar ouvindo isso aqui, de estar vendo isso aqui, meu aplauso para vocês”. Apresentou a banda, saindo todos bem ovacionados e foi a vez da saideira, e executaram mais uma música nova, intitulada “Yesterday Was Crazy”, confesso que por apresentarem essas três novas composições, não vejo a hora desse lançamento sair e escutá-lo com o maior prazer.

Mesmo com uma duração rápida de aproximadamente 20 minutos de show, sentimos o potencial do conjunto em nos trazer uma apresentação bem satisfatória. Empolgaram a galera presente e percebíamos o quanto a banda estava feliz, devido às ótimas interações do Edson e víamos em cada execução, o power trio tocarem com a maior firmeza e honra.

Setlist:

1. Space Motherfucker
2. Never Forget
3. Spitting Fire
4. Electrify
5. Yesterday Was Crazy

Line-up:

Edson Graseffi – Vocal e Bateria
Rick Rocha – Guitarra
Rodrigo Felix – Baixo

Reytoro

Dentro de alguns minutos, o REYTORO sobe ao palco, dá uma boa noite ao público e já mandam de cara “Sistema”, do último álbum “III” de 2015, terceiro disco da banda. Permanecendo no mesmo cd, veio uma incrível sequência das faixas do álbum: a excelente “Finisterra”, sem dúvidas, uma das melhores do disco; a primeira faixa do álbum “Hacha”; “Desolador”; “Eddf” e “Dinamita”. Cada execução era um espetáculo, são composições de extrema qualidade, viciantes e não saem da nossa mente.

Indo agora para o segundo álbum de estúdio intitulado “II” de 2009, veio uma sequência de faixas do disco: “Karma”; “Viajar” e “Me Esta Matando”. Para finalizar, foi executada “Peste” do primeiro álbum “Reytoro” de 2003. Cantado o refrão a plenos pulmões pelo Fabián e pelo Enzo. Foi um show de aproximadamente 50 minutos e foram 50 minutos de puro prazer e diversão.

Repleto de composições extremamente empolgantes, executadas com a maior precisão do quarteto, percebíamos o quanto o REYTORO estava comprometido em nos apresentar um ótimo repertório muito bem tocado. Refrões marcantes, riffs de guitarra muito bem compostos, excelentes vocais do Fabián, excelentes vocais de apoio do Enzo, uma bateria pesada do Fernando, cada músico realizava ótimas performances em palco, bem competentes e fazendo de tudo para nos cativar.

A banda se mostrou muita simpática com os fãs, interagiu um pouco com eles, agradeceu ao Cosmic Rover, elogiou o metal nacional, agradeceram diversas vezes ao público, o Fabián até fez piada com seu português, dizendo que é horrível, algumas horas perguntava se estavam bem, se estão curtindo e claro, o público respondia positivamente, o que deixou os integrantes extremamente satisfeitos e felizes.

Uma pena que o Sesc estava vazio, um público que ocupava aproximadamente 30% da comedoria. Mas isso, não interferiu nem um pouco na apresentação dos uruguaios. Realizaram um show bem agradável e deixaram sua marca no território paulista em sua primeira vinda ao estado. Todos que presenciaram ao show do REYTORO, saíram com seus sorrisos na boca por terem assistido a uma apresentação digna de respeito. Que retornem o quanto antes.

Setlist:

1. Sistema
2. Finisterra
3. Hacha
4. Desolador
5. Eddf
6. Dinamita
7. Karma
8. Viajar
9. Me Esta Matando
10. Peste

Line-up:

Fabián Furtado – Vocal
Norberto Arriola – Guitarra
Enzo Broglia – Baixo e Vocais
Fernando Alfaro – Bateria

Fotos: Leandro Almeida

Giancarlo Rossi

Giancarlo Rossi

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.
Giancarlo Rossi

Giancarlo Rossi

Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.