CD Resenha: Legião Urbana – Dois (1986)

Legião Urbana - Dois (Capa Oficial do Album) [Capa do CD e LP]

Domingo de carnaval, chega de samba e pagode. Hoje é dia de review! E um bom review. Trata-se do álbum “Dois” da lendária banda Legião Urbana.

Todos conhece Legião não é mesmo? Quem nunca cantou Faroeste Caboclo inteira? Né?

O Dois, é o segundo disco da banda lançado em Fevereiro de 1986. Trata-se de um álbum muito bom, cheio de clássicos, que praticamente deu um up na banda, tornando-a ainda mais popular no Brasil.

O Two era para ser um disco duplo chamado Mitologia e Intuição, porém a gravadora não gostou da ideia.

Já de cara nos deparamos com “Daniel na Cova dos Leões”, uma música de exatos 4 minutos, começa com o groove de baixo entusiasmante. Logo depois, temos um clássico “Quase sem Querer”, depois “Acrilic On Canvas” (Acrílico na Tela) uma música nem tão entusiasmante, porém antecede um clássico “ensopa calcinha”. Eduardo e Mônica é uma musica incrível, violão, voz, baixo e alguns poucos instrumentos de percussão. Logo mais temos “Central do Brasil”, depois a clássica “Tempo Perdido” que até hoje é musica indispensável de uma banda cover. Mais outras músicas mais irrelevantes, porém devem ser ouvidas, como “Metrópole” e “Fábrica”. Por último, fechando com chave de ouro, mais um clássico incrível da história da música brasileira. “Índios”, como próprio nome diz, fala do descobrimento do Brasil.

O Dois, na minha opinião, é o melhor álbum da banda, cheio de clássicos e deve ser ouvido no repeat! Abraços é até o próximo review!

Setlist

01. Daniel na Cova dos Leões
02. Quase Sem Querer
03. Acrilic On Canvas
04. Eduardo e Monica
05. Central do Brasil
06. Tempo Perdido
07. Metrópole
08. Plantas Debaixo do Aquário
09. Música Urbana 2
10. Andrea Doria
11. Fábrica
12. Índios

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos