Resenha: Jugger – Born From The Ashes

Esse quinteto mostra aqui nesse EP um som de qualidade extrema e muito bem feito. A banda se iniciou em 2011 com o nome de “Jugger Note”, levado numa pegada classic rock. Passaram se dois anos resolveram investir em um som um pouco mais apurado, um prog metal de bastante excelência e técnica, mudando também o nome da banda que passou a se chamar somente “Jugger”.

Lançado em 2013 “Born From The Ashes” é o primeiro EP da banda, com cinco músicas mostrando um prog metal diferenciado e original. A versatilidade técnica é enorme, consistem em belas variações instrumentais, ótimos riff’s e cozinha bastante evidente. Os vocais são de puro talento, sem se perder no tempo de cada música, mostrando bastante maturidade. O destaque maior da obra que chama muito a atenção é o trabalho dos teclados, bem cadenciado e sem exageros, buscando se encaixar de forma precisa em cada passagem.

Com a intro “Rise”, damos início ao EP mostrando algo soturno e transparente que segue emendada a “Dark Angel” com um riff excelente e o baixo em grande evidência mostrando realmente como se progride um som a cada faixa. “Blessed Garden” mostra de início um belo sincronismo instrumental, com um sombrio teclado ao fundo e um ótimo refrão.

Mostrando uma pegada “celta” (pelo menos lembra) de início, “Purgatory” mostra ser uma música diferenciada, ganha seu peso aos poucos e envolve de maneira marcante, uma das mais trabalhadas do disco.

Finalizando com “Nothing At All”, notamos com evidência uma pegada bastante “Dream Theater”, com bases arrastadas acompanhadas pelo teclado e uma voz realmente poderosa, com um belo trabalho da cozinha e excelentes variações na bateria.

A banda mostra-se preparada para um excelente debut, pois originalidade e profissionalismo estão em alta e com toda certeza a inspiração irá prevalecer. Nota: 09.

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos