Resenha: Hatefulmurder – No Peace

Algo que sempre vem crescendo no país é a mistura do Death com o Thrash Metal. Algo um pouco perigoso as vezes de se misturar e se tornar um som cansativo e clichê, tornando assim um disco maçante e enjoativo, mas a trupe da Hatefulmurder conseguiu muito bem mesclar os estilos e produzir um disco completamente agressivo e muito atrativo, pois a criatividade falou mais alto.

Em seu primeiro debut oficial, os caras conseguiram destilar algo que realmente impressiona. O disco saiu com certo atraso devido a fatos ocorridos como troca de baterista e o triste falecimento do baixista Ernani Henrique no ano de 2012, lutou muito contra um câncer, mas que infelizmente foi vencido pelo mesmo. Com esses contratempos a banda de maneira honrosa lançou a pedrada “No Peace”.

No Peace - Album Cover

Capa do Disco

O disco mostra uma grande evolução musical e amadurecimento, o vocalista Felipe Lameira mostra muita técnica em grau de profissionalismo altíssimo, com belos timbres e muita variação imposta. Renan Campos impõe bastante peso em seus riff’s e solos, Felipe Modesto (de modesto só no nome) apresenta excelentes linhas de baixo e escalas realmente velozes que se encaixam como luva junto a bateria de Thomás Martin, fazendo um pesado trabalho da cozinha.

As nove faixas do disco são de muita qualidade tanto sonora como em produção. Abrindo o álbum com “No Peace for the Wicked” já nota-se a variedade de ritmos e até um teclado incluso na mesma, garantindo um lado sombrio da música, digna realmente de iniciar a pancadaria. “Gates of Despair” vai direta no Death sem embromações, com excelentes urros do vocalista e riff’s realmente agressivos.

Com algo mais cadenciado “Under The Sway Of Plagues” se mostra técnica e ao mesmo tempo forte, diferente de “Worshipers of Hatred” com uma pegada thrash dando muita ênfase a cozinha que mostra um belo trabalho. Logo a “Burned to Ashes” já entra em um clima bem variado, podendo-se notar um grande trabalho da guitarra mostrando variações de ritmos e riff’s, merece uma atenção especial. “Fear My Wrath” tem um início devastador de puro thrash, música que com certeza irá dar boas rodas durante os shows e “Shackles of Ignorance” consiste na mesma pegada, mostrando uma “dobradinha” realmente massacrante.

Encerrando o disco, “Scars to God” engloba tudo aquilo que foi feito, mostrando também mais uma vez a técnica e precisão do baixo, que se destaca pela qualidade imposta por Felipe. Então, temos aqui um disco de muito bom gosto e de produção impecável, o Hatefulmurder está no caminho, agora é só colocar no player e deixar o som falar por si só.

Nota: 10

Músicas

  1.  No Peace for the Wicked
  2. Gates of Despair
  3. Under the Sway of Plagues
  4. Worshipers of Hatred
  5. Ways of the Lust (Instrumental)
  6. Burned to Ashes
  7. Fear My Wrath
  8. Shackles of Ignorance
  9. Scars to God

Banda

  • Felipe Lameira – Vocais
  • Renan Campos – Guitarras e backing vocals
  • Felipe Modesto – Baixo
  • Thomás Martin – Bateria
Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos