Resenha: Grimriot – Under Red Stars

Sabemos da grande tradição gaúcha em revelar excelentes bandas com músicos realmente talentosos. O Rio Grande do Sul é um estado rico em cultura, principalmente musical, pois a grande diversidade desse quesito na região torna-se importante no cenário do Metal Nacional e assim nos presenteia com bandas de alto calibre e nesse meio temos a grande Grimriot.

A turma de Porto Alegre investe em um Prog Metal mais moderno procurando até encaixar uma pegada “Core” bem discreta, coisa que se encaixou bem na proposta da banda e conseguem fazer de uma forma sutil e não se perde em momento algum. Algo interessante que podemos destacar é o diferenciado vocal de Gui Acauan, que se consiste em uma variação muito interessante e agressiva, em certos momentos chega a “rasgar” a voz sem medo de ser feliz! A parte de guitarras são intensas e precisas, com riff’s marcantes e distorcidos, buscando mesclar essa pegada “Prog Core” destilando excelentes solos. O entrosamento baixo / bateria não fica pra trás, pois emanam agressividade principalmente na velocidade que é produzida as escalas de baixo, Lucas ‘White” comanda muito bem suas cordas.

01

As doze faixas são fortes, mostrando um disco com uma pegada realmente inovada e original. “The Last Chance” começa intensa e técnica, variado o vocal em várias passagens, dando uma amostra do que será o disco, grande destaque para os riff’s. Como a “riferama” emana fortemente no disco, “Revolt” não fica atrás com um excelente trabalho do vocalista que realmente abre a voz com intensidade.

“Believe Me” segue a mesma pegada marcante, algo que com “Scars” se torna diferente, pois a calmaria resolve ocupar um espaço em meio à turbulência, música bem trabalhada e com excelentes arranjos de teclado ao fundo. Voltando com a quebradeira “Break The Rules” e “By Myself” fazem as honras, sendo essa última citada com uma levada bem arrastada onde a cozinha trabalha realmente a todo vapor.

Contando com uma participação especial de Tiago Masseti (Daydream XI), “Bring It On” se rende completamente a um Prog bastante agressivo, mostrando ser um dos grandes destaques do disco. “Under Red Stars” se mostra abrasiva e cativante devido à variação contida entre violões e guitarras distorcidas.

Bom, fica aqui um excelente registro de uma banda que realmente irá desbravar e desfrutar daquilo que esse cativante disco irá proporcionar, pois além de original o som é completamente de respeito.

Nota: 09

Músicas:

 

  1. The Last Chance
  2. Revolt
  3. Believe Me
  4. Scars
  5. Break The Rules
  6. By Myself
  7. Pressure
  8. Bring It On
  9. Under Red Stars
  10. Heart Of Darkness
  11. More Than Just A Man
  12. Mind Your Own

Membros:

  • Gui Acauan – Vocals
  • Brunno Tripovichy – Guitar and Backing Vocals
  • Keith Eberhartd – Guitar
  • Lucas “White” Schwartz – Bass and Backing Vocals
  • Rafael Kniest – Drums
Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos