Resenha de CD | 2016: “Kosmus” – Kosmus

kosmus-kosmus

Tente imaginar a junção de sons psicodélicos, algo de Progressivo, Jazz, Fusion, acrescente um pouco de Ambient Music, e você terá a noção exata (ou não), do que representa este trabalho homônimo da banda KOSMUS. A regra aqui é se entregar à música como forma genuína de arte, e os caras vão muito além, com muito talento e vocabulário musical.

Nota: 8.5
Resenha por: Rogério Rezende

Mesmo que tenhamos aqui elementos de vanguarda, acredito que “Kosmus” tenderá a agradar fãs que apreciam sonoridades oriundas da década de setenta, e não se apegue apenas ao Rock e Metal, quando me atenho a esta afirmativa. Ainda que o trabalho tenha um certo teor de peso, o que se sobressai é a atmosfera carregada de psicodelia, que serve como alicerce para os músicos mostrem as suas respectivas qualidades interpretativas. Partindo deste ponto, deixe-se contagiar ao som das belíssimas “Nightfall”, “Chaos Surrounding My Soul” e “Final Destination”. Gostando destas três, você já tem meio caminho andado pra qualificar este disco, como um dos melhores do ano no país.

Mais um grande lançamento da MS Metal Records que, apesar de não ser indicado para fãs mais ortodoxos do Metal, servirá como quebra de paradigmas para muita gente. recomendo.

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos