Resenha de CD | 2016: “Blind Faith” EP – Valiria

Não sou lá grande fã de New Metal, mas atendendo a uma solicitação da nova gravadora do VALIRIA, aqui estou eu escutando o seu trabalho de estreia, o EP “Blind Faith”, que traz todos os elementos do citado segmento musical, mas sem soar oportunista, nem tampouco clichê.

Avaliação pessoal: 8/10
Resenha por:
Rogério Rezende
Edição: Victor Santos

Sim, pode esperar referências ao Evanescence, principalmente se você prestar bem atenção no timbre de Laís Tomaz, mas nada que torne o trabalho previsível ou que passe aquela velha e ruim sensação, de já ter escutado algo parecido antes.

Partindo para as músicas, elas possuem afinação baixa, se valem de muitos momentos com grooves, além de possuírem uma carga emocional bem marcante, que ajuda (e muito) na aceitação por parte do ouvinte. Outro aspecto que é positivo neste trabalho é que ele não soa desgastado, ou que tenha sido composto para agradar este ou aquele tipo de pessoa (N.R. basta ouvir a “One Day” para concordar comigo)! A real impressão que tive, é que ele me passou muita “verdade” e, na sua objetividade e sem enrolações, acabou me cativando, mesmo que, só lembrando, este não é um estilo que ouço no meu dia a dia.

Personalidade estes paulistas têm de sobra, e espero que com esta estreia, possam colher os frutos merecidos, gerando assim um debut álbum ainda superior.