Resenha: Chiquinha @ Carioca Club – São Paulo, SP – 10/11/13

Aqui está La Chilindrina!

Ela esteve ontem no Carioca Club fazendo seu primeiro show em São Paulo depois de 42 anos da personagem, deles 31 transmitidos pelo SBT.

Fijate! Fijate!  Fijate! (Isso, Isso, Isso!)

Sim a Chiquinha, aquela baixinha, briguenta, chorona, que tem uma participação e tanto na nossa infância.

E antes que venham me perguntar, “Aí, mas o que vocês do Imprensa do Rock, um site tão do Rock, que só fala de Rock, e que tem que ser Rock, e Rock e Rock… haha”, venho a lhes dizer que Rock é atitude meu “bein”, e quer mais atitude do que esse povo underground da vila do Chaves?

foto: Allyne C.
foto: Allyne C.

Ah vá, estamos falando da primeira Riot Girl, da filha do primeiro Punk da história, que flertava (inutilmente) com o grande Grunge El Chavo, que participou do festival mais bombado e comentado do mundo, o inesquecível Festival da Boa Vizinhança, que nos instruiu tanto.

Além de que a poderosa Chiquinha tinha jeito pra coisa, já tivemos grandes oportunidades de apreciar seu dom indiscutível para música, dando palhinhas ao longo da série, uma Rock Star das boas, com esse vasto conhecimento e toda essa razão de causa não tenho mais o que acrescentar, pronto tá explicado, sem mais…

foto: Allyne C.
foto: Allyne C.

É incrível existir uma série que acompanhou a vida das pessoas, passando de geração para geração, que consagrou bordões, que fez seus personagens se tornarem símbolos e adjetivos, e que mágica é essa de El Chavo que nos faz rir das mesmas piadas a 31 anos?

Sei que pode parecer que o show no Carioca Club era um show destinado as crianças, recém apresentadas ao universo conturbado da Vila, mas não, as crianças estavam eufóricas com a quantidade de Chiquinhas, Kikos, Chaves, Bruxas do 71 no meio da galera, e não entediam muito bem porque uma em especial estava em cima do palco fazendo as piadas que eles assistiam na tv, foi show para os adultos curtirem a nostalgia, e no Chaves todo mundo pode ser criança e ninguém ficou intimidado em ser.

Um monte de aplausos a Maria Antonieta de La Nieves, que vestida a caráter de sua eterna Chilindrina subiu no palco, em meio a gritos e fãs emocionados.

foto: Allyne C.

A senhorita de La Nieves, mostrou que não perdeu o jeito, cantou, interagiu, chamou a criançada pequena e a criançada grande pro dançar com ela no palco.

Mostrou estar em forma na sua performance de “Gangnam Style”do Corea Psy.

Eis que surge o momento mais esperado, Chiquinha contrariada por seu ajudante de palco “Manoel”, fechou a cara, e… abriu o berreiro, enlouquecendo o público, porque afinal ver a Chiquinha fazendo birra ao vivo é outra coisa.

E não faltaram seus “Pois é, pois é, pois é…”, e nem piadas clássicas do Chaves, estávamos assistindo a um episódio inédito, contando com toda a simpatia da nossa first Rocker.

Ao falar do nosso saudoso “Seu Madruga”, ela se emocionou, e pediu um grande aplauso em homenagem, obviamente correspondido imediatamente.

Para completar a nossa visita, a dubladora Cecília Lemes nos deu o ar de sua graça, a pedidos e como não podia deixar de ser soltou o famoso:”Parangaricutirimícuaro” da bizarra bruxa Baratuxa e o “Chê, Chê, Chê como?” da dona Neves, risadas não faltaram, infalíveis!

foto: Allyne C.
foto: Allyne C.

Maria Antonieta estava notavelmente emocionada de poder enfim estar no Brasil se apresentando como Chiquinha, após tantos anos de sucesso e de paixão da sua legião de admiradores.

Eu nos meus 24 aninhos, tenho a série comigo em todos eles, desde a época que voltava da escola e almoçava em frente a tv, morrendo de rir com o besteirol de personagens tão marcantes, tão simples, tão verdadeiros, e admito, assisto até hoje, e dou risada até hoje, sim vejo com muito menos frequência, mas não resisto em dar uma espiadinha quando vejo que está passando, mesmo sabendo todas as falas de cor, mesmo sabendo que não vai ter nenhuma novidade, Chespirito conseguiu criar uma obra que não envelhece com o tempo, ele conseguiu fazer uma piada que não perde a graça, e nos presenteou com essa leveza, com esse humor bobo, com esse elenco inspirado e convincente.

chiquinha 2
foto: Allyne C.

Ao ver tantos mini “Chaves” já apaixonados por essa velha vila, que ainda gargalham com esses mesmos personagens que conhecemos tão bem, pela primeira vez, dá pra notar que essa história está longe do fim.

Ainda bem. Gracias.

Segue Chiquinha com seu Rock Mode On!

Mais fotos e vídeos do show em breve na nossa página no Facebook, e em nosso Flickr.