Resenha: Céu @ Sesc Ipiranga – 28/03

Na última sexta – feira (28), o Sesc Ipiranga recebeu a cantora Céu, e o Imprensa do Rock esteve lá para apreciar mais de perto o som da moça.

Maria do Céu Whitaker Poças com sua música repleta de boas influencias elevou o nível da noite com requinte e disposição, nos dando passagem só de ida pro seu universo cheio de canções deliciosas de se ouvir.

Numa mistura de afrobeat, reggae, hip hop, R&B, samba, and rock´n roll porque não? Como a própria diz: “Sem classificações, eu junto minhas influencias, o que gosto de escutar e faço um som”.

Música de qualidade, classe A, sutileza, nuances, letras bem escritas em meio a um turbilhão de ideias e metáforas bem colocadas, tudo numa combinação e encaixe ímpar.

Céu

Foto por: Allyne C. / © Todos os direitos reservados.

Queria uma mulher pra mostrar a cara aqui no Imprensa do Rock mesmo não sendo Rock, mesmo sendo, quis a mistura pra poder misturar, afinal foi essa junção que nos trouxe até aqui, essa diversidade, e a Céu mesmo bombando lá fora tem uma brasilidade a flor da pele, que se sente a primeira vista.

Queria uma resenha feminina, com alma feminina, principalmente nesse momento em que os valores de NOSSAS mulheres estão sendo postos a prova, por homens e mulheres desavisados, contaminados por um machismo do qual fomos condicionados, somos donos dos nossos corpos e estamos livres pra fazer deles o que bem entendermos, homens e mulheres, livres e dignos de respeito.

Indignações e repudias a parte, o show e da Céu veio bem a calhar, por que ela passa uma vibração positiva, uma energia fora da sintonia que é uma prazer presenciar.

E os números dessa mulher?

Cuspindo que nem macho:

– Em 2009 após lançar o álbum Vagarosa foi eleita pela revista Época um dos 100 brasileiros mais influentes.

– Com “Vagarosa” vendeu 25 mil cópias na Holanda e na França

– Nos Estados Unidos vendeu 100 mil cópias, 15 mil só na primeira semana.

Além de suas diversas indicações ao Grammy.

Ufa, vamos pro show…

Pontualmente às 21h todos a postos, abrindo a noite com “Falta de Ar”, do seu último cd “Caravana Sereia Bloom”, aliás que cd incrível com as nuances e influencias diversas da cantora ainda mais em evidência, vestida a rigor, soltou a voz da galera, na sequência veio “Amores Antigos” e “Contravento”, também do “Sereia”, a galera pôde cantar e erguer as mãos pro ar em “Cumadi”, trazendo o aclamado pelo crítica, “Vagarosa” álbum lançado em 2009.

“Retrovisor”, trouxe uma emoção diferente pro show, aquele tipo de música que te apropria e te faz ser parte da história, e a Céu fez questão de nos contar frase a frase, na pausa de ritmo, na virada da bateria, ela se entrega e cai junto com a música, o público frenético, aplaudindo, cantando, em uma vibe incrível, emocionante, de arrepiar.

ceuedt3

Foto por: Allyne C. / © Todos os direitos reservados.

“Sereia” e uma ode a rainha do mar, barulhinho de ondas batendo, indo e vindo, era fechar os olhos e se entregar, depois das entidades musicais deixarem de soar, voltamos ao Sesc Ipiranga, ainda sentindo a good trip rolar.

De volta a Vagarosa, “Cangote” e “Grains de Beauté”, abrindo passagem para Caravana Sereia Bloom, com “Baile das Ilusões”, “Street Blooms” envolvente demais, “You Won’t Regret It”, “Fffree”, e pra não ficar de fora, para não faltar, o primeiro cd de Céu se fez presente com “Malemolência”, “Lenda” e “Rainha”, além de sermos envolvidos por “Chegar em Mim”, com aquela introdução reconhecida de longe “Seu eu fosse você, já tinha chegado em mim…”.

No bis, ela chamou a romântica “10 Contados”, antes de puxar o reggae, e a noite foi ao som de “Catch a Fire” do inesquecível Bob Marley e aí nem preciso contar né?…

Uns dançando de um lado, cantando do outro, mãos pra cima, pés subindo e descendo, coisa linda de se ver e pra fechar a pedida “Cordão da Insônia”.

céued1

Foto por: Allyne C. / © Todos os direitos reservados.

Mas como é revitalizante ir num show da Céu. Dica pra quem precisa sair da monotonia e do barulho, e relaxar um pouco, se deixar levar, afinada, com uma banda incrível, onde se escuta e se dá atenção a cada instrumento pela sutileza, e pela presença marcante nas músicas, uma viagem necessária.

Conheçam mais da Céu, umas dicas de músicas da cantora pra você começar a entrar no clima:

Redação: Leka Sli // Fotos: Allyne Cristina

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos