Resenha: B’52s @ HSBC Brasil – São Paulo, SP – 05/10/2013

The_B-52's

B52s e o Apagão!

Em 1989, o The B52s lançava o álbum “Cosmic Thing”, e eu fui apresentada a ele meio sem querer, eu vivia fuçando os cd’s dos meus pais, tentando garimpar algo que eu gostasse, que fizesse sentido, e entre os álbuns de “o melhor de” dos supermercados, eu gostava de Elis, de uma coletânea incrível do Raul, do acústico da Legião, mas tinha um tal de “Cosmic Thing” que me intrigava, aquela capa colorida, chamativa, fui ouvir… O processo foi de aceitação do novo, eu nunca tinha escutado até ali um cd tão diferente, e meus olhos se abriram pra aquelas músicas dançantes, animadas, coloridas,( sim música tem cor, no bom sentido), e aquele álbum trouxe tanta história dos meus pais, fãs de New Wave, que andavam de calças coloridas, que saiam pra festas pra beber e encontrar os amigos e ouvir B52s, eu estava atrasada, mas ainda era tempo, e o tempo é uma coisa louca mesmo, porque as modas de hoje são os “de mode” de amanhã, isso para roupas, cortes de cabelo, passinhos, ideologias, mas a música não, a música é atemporal.

Comprovado isso ontem, eu no HSBC Brasil, num show para os mais de 30, com corpinho de 18 e animação de 16, o público nostálgico estava super animado, a espera do show que os levaria para a máquina do tempo, e foi exatamente isso que aconteceu, estávamos em outro tempo, num show dançante, com Cindy Wilson, Fred Schneider e Kate Pierson a frente da banda pra empolgar geral, sim Kate continua encantadora, a imagem que vinha na minha cabeça sempre era a dela no clipe de “Candy”, bem houveram algumas mudanças de acordo com a idade, mas a voz, a voz continua da jovem Kate ao lado de Iggy Pop, Cindy por sua vez não ficou nada atrás, ainda mais com sua performance fora do eixo da terra, ela tava numa viagem típica e só dela, mas a música a trazia de volta e em sintonia com todo o resto, e quando ecoou o grave de Fred, foi de arrepiar, e arrepiou, eu estava nas discotecas dos anos 80, era fato!

Abriram a noite com “Planet Claire”, o público estava super animado, as músicas super dançantes do b52s pedem essa animação, os integrantes estavam entrando na vibe, mas parecia haver uma sombra de cansaço, devido talvez, a projetos paralelos, e a correria da turnê, bem, desempenharam o papel de forma satisfatória.

Na hora de “Private Idaho” a energia dos fãs na pista era tanta, que o HSBC não deu conta, APAGÃO, sim apagou geral, e daí vem o jogo de cintura e experiência dos 3 no palco, obviamente sem graça com a pane, mas que contornaram bem a situação com bom humor e apoio da galera, depois de alguns minutos, deu-se a luz, e o show voltou a rolar com “Lava”.

E seguiu nesse vibe, até o solo super afinado de Cindy Wilson em “Dance This Mess Around”.

Vieram complementando o show “Girl From Ipanema Goes To Greenland”, “Roam” e “Love In The Year 3000”, até “Love Shack”, em que o público pode dançar a vontade, esperadíssima, animadíssima!

Encerraram com “Party Out of Bounds” e “Rock Lobster”, quando vieram para o bis!

Foi um show especial, ver aquilo de perto foi incrível, o show foi curto, 1 hora de duração em 15 músicas dançantes, o público saiu satisfeito, elogiando bastante a afinação das cantoras, e a simpatia de Schneider.

Foi um show pra voltar no tempo, e pra pensar onde estarei daqui uns 20 anos, que show estarei ansiosa pra ver e matar a saudade daquele tempo bom que não volta nunca mais, bem no presente me senti aliviada com a possibilidade dessas músicas mais tarde, serem ainda bem executadas.

Setlist B-52’s @ HSBC Brasil – São Paulo – 05/10/2013

  1. Planet Care
  2. Mesopotania
  3. Private Idaho
  4. Lava
  5. Dance This Mess Around
  6. Girl From Ipanema Goes To Greenland
  7. Roam
  8. Legal tender
  9. Love in the Year 3000
  10. Is that you Mo-dean?
  11. 6060-842
  12. Whammy Kiss
  13. Love Shack
  14. Party Out Bounds
  15. Rock lobster

Leka Sli

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos
  • Jair

    Bela resenha Leka. Não fui, mas me senti lá com o seu texto.
    E parabéns… começou bem pacas.

  • LUCIA

    LEGAL MEU AMOR PARABÉNS