Plástico Vintage Lança Novo Single; ouça “Night Fire and Codes”

A banda Plástico Vintage acaba de lançar seu segundo single de 2020, “Night Fire And Codes”, disponível a partir desta sexta-feira (18) nas principais plataformas de streaming.

Além do registro (orgânico) do fundador da banda, Juann Acosta, nas baquetas, o trabalho conta com a participação de Dani Krugets nos vocais e com violões do baixista e pianista da banda, Kim Kircher. Gravado por Fábio Gabardo no Dub Studio, em Porto Alegre, “Night Fire and Codes” é produzida, mixada e masterizada por Juann Acosta em seu homestudio.

“Esta música foi composta alguns anos após as gravações de nossa demo de 2010. É uma canção feita para voz feminina e ficou ‘guardada em nossas gavetas’, até ganhar vida com a interpretação única da Dani. É uma mistura de bateria eletrônica e acústica, guitarras, sintetizadores e metalofone”, conta Juann.

Este é o segundo de dois registros com a voz de Dani Krugets na banda, que optou por lançar as músicas dessa parceria como singles. Com vocais gravados antes do lançamento do disco Noon-Soon pela Loop Discos em 2019, os arranjos foram feitos ao longo do ano de 2020. O primeiro single, “Postmodern Cotidiana”, já está em todas as plataformas de streaming.

A Faixa Night Fire and Codes:

Procurei uma palavra uma única palavra que descrevesse o single Night Fire and Codes e não foi uma missão fácil, mas tive êxito.

A palavra é um adjetivo de dois gêneros – este, senhoras e senhores, é um single “sublime”: que apresenta inexcedível perfeição material, moral ou intelectual; elevado. Superlativamente belo, esteticamente perfeito; grandioso, soberbo. Moral ou intelectualmente irrepreensível; digno de admiração. Cujos méritos ultrapassam o normal. Que se eleva acima do humano, do material; celeste, divino. Que desperta pensamentos e sentimentos nobres; o que há de mais elevado nas ações ou nos sentimentos; o máximo de perfeição ou beleza.

Origem da palavra: em latim, sublīmis, é ‘elevado, alto’.

O primeiro acorde simples, aberto pelo violão, não revela a estrutura melódica que está por vir, com a voz doce e encantadora de Dani Krugets trazendo suavidade e leveza ao conjunto da obra, que tem a marcação exata da bateria sem a necessidade de excesso, exatamente como pede a música.

As cordas, entre o groove sutil do baixo, uma base de violão e um Benji quase um solo que acompanham a melodia, nos surpreendem a partir dos 46 segundos com uma breve parada dando destaque à voz que continua ocorrendo no decorrer da música. É notável o trabalho delicado e sutil que se torna perceptível da metade para o fim de arranjos na composição e alguns efeitos bem legais no fim da música, sutil, mas um excelente trabalho de produção.

Discografia:

“Segunda Lição” – (Single) 2010

“Plástico Vintage” (EP) – 2010

“Calendário da Imaginação (Tributo a Plato Divorak)” – (Single) 2013

Noon – Soon – (Disco) 2019

“Postmodern Cotidiana” (Single) 2020

“Night Fire and Codes” (Single) 2020

 

Sobre a Plástico Vintage:

Banda fundada em Porto Alegre – RS (Brasil). Lançou seu primeiro EP de forma independente em 2010; retomando as atividades em 2017, quando Juann Acosta (membro fundador) grava com Kim Kircher, atual baixista e pianista da banda, e o produtor Pedro Petracco o seu primeiro disco, Noon-Soon, lançado pela Loop Discos em 2019. Em 2020, a banda lança dois novos singles, “Postmodern Cotidiana” e “Night Fire and Codes”. Ambas as canções contam com a participação do o vocal de Dani Krugets (vocalista do EP de 2010).

Redes Sociais:

Spotfy: http://bit.ly/spotify-plasticovintage

Facebook: www.facebook.com/plasticovintage

Youtube: www.youtube.com/plasticovintage

Soundcloud: www.soundcloud.com/plasticovintage

Nós da Rede

Anderson Severo

Atua como baixista das bandas: Capa Preta Rock, Exclusão Social e Ligante Anfetamínico. Fundou o Selo Sub_Discos. Comunicador em Radio Putzgrila. www.radioputzgrila.com.br