Pearl Jam em SP faz um espetáculo de três horas e Eddie Vedder improvisa no português

Pearl-Jam-SP-4

O Pearl Jam tocou no último sábado, 24, em São Paulo, e trouxe a turnê do mais recente álbum “Lightning Bolt”. Com um show de aproximadamente três horas de duração, os fãs puderam ouvir além das músicas novas, diversas faixas de um dos álbuns mais aclamados do grupo o “Ten” lançado em 1991.

Eddie Vedder comandou toda a interação entre artista e público. Sempre que estava para falar conosco, pegava um rascunho com alguns trechos de frases e tentava pronunciar da melhor forma possível. Ele também tentava ouvir a reação do público para saber se estava conseguindo falar o esperado ou não e, na maioria das vezes, o público sempre retornava positivamente.

Pearl-Jam-SP-Destaque

Músicas como “Elderly Woman Behind the Counter in a Small Town”, “Even Flow”, “Come Back”, “Jeremy” e “Better Man” foram executadas na primeira parte do show. A Elderly teve uma perfomarnce mais acústica devido a alguns problemas técnicos no palco, Even levou o estádio abaixo com o coro em uni sono do público, em Jeremy, mal se conseguia ouvir a voz de Eddie.

O restante do show contou com homenagens a John Lenon com “Imagine” e Neil Young com “Rockin’ in the Free World” e mais clássicos que levaram de “I Am Mine”, “Blood”, “Black”, “Alive” e “Yellow Ledbetter”.

Pearl-Jam-SP-2Vale ressaltar a espetacular performance de palco de Eddie Vedder onde o mesmo se jogava constantemente para o público e escorregava nas poças de água em cima do palco formadas pela chuva; e do guitarrista Mike McCready ao qual realizou grandes solos performáticos nas laterais do palco.

Pearl-Jam-SP-3

Texto por: Victor Santos // Fotos por: MROSSI
Agradecimento pelo credenciamento: Time For Fun T4F

Paula Alecio
Paula Alecio

Paula Alecio

Sou bióloga de profissão e metaleira de coração e alma. Adoro sempre conhecer novas vertentes no rock e no metal, ir aos shows alimenta minha alma sedenta de heavy metal, e me faz sentir viva. Por isso mantenho o site no ar, para ajudar nossas bandas a irem mais longe! Estamos juntos nessa estrada conflituosa e cheia de vicissitudes.