Past Tense: banda apresentou músicas perversas e originais com show em Michigan, nos Estados Unidos

pastense

pastenseA nossa correspondente internacional Lisa Gros, residente em Michigan, nos Estados Unidos, compareceu na noite do dia 31 de julho, no Mac’s Bar para presentear horas de rock no estilo mais perverso possível. A atração da noite ficou por conta de Past Tense – uma banda que em seu início foi um tributo e logo após, decidiu mergulhar fundo na sonoridade própria. Abaixo, poderão conferir através da nossa querida redatora como foi esse bom show.

Past Tense – Mac’s Bar – Michigan – Estados Unidos – 31/07/2015
The English version can be checked at the end of the article.

Tenho visto a banda “Past Tense” várias vezes nos últimos anos. Embora difícil de conduzir, hesitei em escrever uma resenha, porque eles eram unicamente uma banda tributo. Os tempos mudaram para este grupo de Thrash Metal. Após um importante ajuste na formação, eles fizeram uma escolha ousada, movendo-se para territórios inexplorados. Entra o vocalista Shannon Strobel; seu timbre vocal é semelhante a Ronnie James Dio; muito alto e lírico, com uma potência vigorosa, dando-lhe as ferramentas necessárias à frente deste grupo furioso. Outra habilidade fundamental Strobel traz para a mesa: ele pode escrever. Past Tense set list é composto por músicas originais… Perversas e ameaçadoras.

Uma das mais fáceis armadilhas que qualquer banda de metal pode cair é na redundância. Past Tense tem a velocidade e a intensidade esperadas em uma banda de Thrash Metal, porém a interação entre Rich Bates e Stony Garza, guitarristas, dão à banda uma inesperada e horripilante dimensão lúdica. A abordagem de Matt Noe ao seu instrumento é uma agressão sofisticada com seus tambores estelares. Banzai Bates, felizmente ousado com seu baixo, mantém seu rosto batendo cabeça durante todo o show. A musicalidade desta banda tem a capacidade de atravessar gêneros.

Na última sexta-feira, 31 de julho, Past Tense tocou nos patronos do Mac’s Bar, em Lansing, Michigan, algumas de suas novas músicas. A “Dark Hour” foi a melhor, em um grande set. Escura e desesperada, com trabalho de guitarra em camadas, e incrivelmente impressionante (se um pouco compacto), tamborilar. Única infelicidade sobre o set, foi a quantidade de tempo disponível para a performance da Past Tense.

Desde a recente evolução da Past Tense, há poucas músicas disponíveis. Não conseguimos encontrar gravações, exceto o que está localizado na sua página do Facebook. Músicas para ver no futuro: “Let the Sin Begin”; “Turn and Burn”; “Gutter Crawling”; “Up from Down”; “Whiskey Jane” e “Dark Hour”. Todas são necessárias para a sua coleção de Heavy Metal.

English Version – Past Tense – 31.07.2015 – Mac’s Bar, Michigan, USA

I’ve seen the band Past Tense several times in the last few years.  Although hard driving, I’ve hesitated to write a review because they were solely a tribute band.  Times have changed for this thrash metal group.  After one important personnel adjustment, they have made the bold choice to move into unchartered territories.  Enter lead singer Shannon Strobel.  His vocals are akin to Ronnie James Dio; towering and lyrical with a forceful potency giving him the tools needed to front this raging group of individuals.  One other fundamental asset Strobel brings to the table; he can write.  Past Tense set list consists of original music… viperous, menacing music.

One of the easiest traps any metal band can fall into is redundancy.   Past Tense has the speed and intensity expected in thrash metal but the interaction between Rich Bates and Stony Garza’s lead guitars give the band an unforeseen, horrifyingly playful dimension.  Matt Noe’s approach to his instrument is a sophisticated pummeling with stellar drum rolls.  Banzai Bates’ happily unabashed, in your face bass keeps your head banging throughout the entire show.  This band’s music has the capability to cross genres.

Last Friday, (7/31/15) Past Tense played the patrons of Mac’s Bar in Lansing, Michigan some of their new music.  The Dark Hour was the best in a great set.  Dark and desperate with unbelievably layered guitar work and impressive, (if a bit compact sounding) drumming.  The only unfortunate thing about the set was the amount of time allotted for Past Tense to perform.

Since Past Tense’s evolution is so recent, there is very little music available.  This writer couldn’t find any recordings except for what is located on their Facebook page.  Songs to watch for in the future:  Let the Sin Begin; Turn and Burn; Gutter Crawling; Up from Down; Whiskey Jane and Dark Hour.  All are necessary for your metal collection.

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos