Papo de Guitarrista com Cauê Leitão: #17 – Brunno Henrique do Nando Fernandes

Cauê IDR: Brunno obrigado por aceitar bater esse papo com a imprensa do rock, você é mais um dos grandes nomes que temos hoje da nova geração de guitarristas brasileiros, o que você acha que um novo guitarrista deve fazer para conseguir algum espaço?

Brunno: Olá a todos os leitores da “Imprensa do Rock”, gostaria de primeiramente agradecer por essa oportunidade!

Hoje em dia é muito difícil conseguir um “espaço” ou um “destaque” dentre muitos Guitarristas de ótima qualidade, o lado negativo é, que isso nunca se torne uma competição, mas, infelizmente alguns pensam assim. O segredo é o trabalho duro desde o começo, pensamentos a longo prazo e é claro o investimento no trabalho que faz, o primeiro a acreditar no seu trabalho é você mesmo, se você não investe no que faz difícilmente alguém vai fazer por você. Essa etapa exige muita paciência e perseverança, o desanimo  com certeza aparece, mas, o amor pela profissão sempre fala mais alto!

Cauê IDR: Fale um pouco da sua história, como começou a tocar, quem te incentivou?

Brunno: Eu cresci vendo meu Pai tocar violão mas só com 11 anos eu tive os primeiros contatos com instrumento musical,  eu fazia aulas de Piano clássico e estudei por uns 2 anos. Eu sempre fui apaixonado por música clássica, um certo dia eu estava lendo uma revista de Guitarra a qual a mesma tinha uma transcrição da música “I am a Vicking” do guitarrista Yngwie Malmsteen, me lembro de ler a descrição que dizia “O Guitarrista  trazendo sua influência de música Erudita em suas composições”… Aquilo me chamou a atenção, observando o solo transcrito pude perceber a velocidade que tinha aquela música e fiquei muito curioso para ouvir. Depois de alguns meses, fui visitar um amigo e lá tinha o Cd “Marching Out” que dentre as músicas havia a “I am a Vicking”. Eu pedi pra ele colocar aquela música, depois que eu a ouvi, tive a certeza que o instrumento a qual queria me dedicar era a Guitarra, então com 15 anos eu comecei meus estudos nesse instrumento de 6 cordas. Meu primeiro professor foi o mestre Giovanni Matarazzo, mesmo sendo professor de Violão Clássico eu aprendi muita coisa, me incentivou demais além de ser um grande amigo. Posteriormente ele se mudou pra São Paulo e eu dei continuidade dos meus estudos de forma auto didática.

10833845_778111002259498_1748143711_n

Cauê IDR: Como foi a sua entrada na banda solo do vocalista NANDO FERNANDES, e qual sua expectativa com a banda?

Brunno: Eu já conheço o trabalho do Nando desde a época que ele cantava no programa Raul Gill, sempre fui muito fã. A gente começou a trocar idéia ano passado e nesse ano ele me fez o convite de ser o Guitarrista da carreira solo dele, vamos tocar tudo o que ele já gravou. Os outros músicos da banda é Biel Astolfi(Bateria e voz), Henri Abboud(Teclados e voz), Doug Alexis(Baixo). Nossa estréia será dia 07/12/2014 no festival promovido pela Free Pass Entretenimento, onde dividiremos a noite com Gotthard, Hammerfall, Edguy e  BJ Vocal II. Eu estou muito feliz em fazer parte do projeto dele junto com esses músicos excelentes, Nando é um cara que posso considerar um grande amigo além do grande profissional e músico que é, com certeza vai ser um grande aprendizado pra mim.

Cauê IDR: Conte um pouco dos seus trabalhos como guitarrista, você hoje vive da guitarra? Previsão para o lançamento do seu disco solo?

Brunno: Estou prestes a lançar meu primeiro Cd instrumental e a data prevista para o lançamento é para Fevereiro de 2015, mas esse ano vou divulgar a capa e título do Cd. Estou muito ansioso para o feedback de quem gosta de música instrumental, Guitarristas, amantes de boa música e todos que adquirir o cd.  Faz 2 anos que vivo da música, no caso dou aulas de Guitarra e Violão no meu estudio #GuitarHouse em minha cidade Itapetininga/SP e via skype para todo o Brasil.

Cauê IDR: O que você acha que o músico deve fazer para atrair interesse de marcas para apoia-lo?

Brunno: Bem, acho que em primeiro lugar você tem que estar preparado pra representar uma marca e também o que você pode proporcionar para ela.  Hoje, muitos músicos se preocupam tanto com “apoio” que acaba esquecendo de trabalhar com música e consolidar seu “nome”, é claro que todo apoio é bem vindo mas isso nunca deve ser o objetivo final, você não conquista “Fãs” e “Nome” com uma coleção de “Patrocínio” na foto, você conquista pela sua qualidade musical, nos shows, vídeos,  produções e etc…

10834113_778110645592867_2013552158_n

Cauê IDR: Teve muitos professores?

Brunno: Eu tive 2 mestres em minha vida, a 1ª foi a professora Sandra de Piano e o segundo foi o Giovanni Matarazzo Professor de Violão Clássico.

Cauê IDR: Qual equipamento que está usando?

Bruno: Eu uso uma Guitarra da LTD modelo MH327, em meu setup uso: Little Wah da EFR Custom Effects, Sansamp GT2, MXR Classic Overdrive,  Donner Chorus e Mxr Carbon Copy.  Sou patrocinado pela marca WoodRock Custom Shop industria artesanal de Pedal Boards, Gabinetes, Cases e Palhetas de madeira. Produtos Premium Custom Shop.

Banda Nando Fernandes

Cauê IDR: Fale um pouco de suas influências, tem buscado conhecer novos guitarristas?

Brunno: A minha principal influência na música é o pianista Frédéric Chopin, eu passei a minha infância ouvindo esse gênio e pra mim até hoje é inspiração. Eu gosto de vários estilos musicais como, Jazz, Funk (Não o ostentação rs…), música clássica e pesquiso sobre esses gêneros para colocar um “tempero” a mais na improvisação. Atualmente eu estou pesquisando e ouvindo Bandas do que somente Guitarristas, como citei anteriormente em vários estilos musicais.

Cauê IDR: Recomende um vídeo de algum guitarrista pra galera.

Resposta: Esse vídeo é um dos solos de Guitarra mais bonito que eu já ouvi, inclusive ele fez esse solo para um concurso mundial “Ernie Ball Music Man Dreamscape Challenge” e ganhou em 1º lugar, o nome dele é  Felipe Praino.

Cauê IDR: Tecnicamente falando o que curte mais fazer na guitarra?

Brunno: Eu gosto de fazer palhetada hibrida, two hands, fingerstyle percussivo, Lap Tapping e etc.. É interessante o conhecimento de várias técnicas no instrumento e a variedade de aplicação sobre qualquer assunto. A técnica é fundamental, ferramenta para você expressar seu sentimento através das notas.

Cauê IDR: O que você tem a falar sobre a cena musical no Brasil?

Brunno: A uma grande quantidade de excelentes musicos e bandas, mas, pouquíssimo espaço para todos. O que falta é oportunidade para mostrar o trabalho ao vivo, o público querer conhecer coisas novas e outras coisas que podem fazer grande diferença.

Cauê IDR: Brunno obrigado mais uma vez por bater esse papo com a gente, sucesso na carreira brother, agora vou te pedir pra deixar uma mensagem para os guitarristas e fique á-vontade para acrescentar algo que queira, obrigado!

Brunno: Eu que agradeço, brother e desejo o mesmo pra você, sucesso, saúde e muita música!

A mensagem que deixo é: Faça um planejamento sobre sua carreira, pense a longo prazo, continue estudando e se preparando.  É como em um concurso público: Existem 30.000 concorrentes para 1 vaga, se você quer ela lute, estude, corra como se não houvesse o amanhã e não olhe para o número ao seu redor, olhe para você e veja o quanto você é capaz, acredite em seu potencial e conquiste seu objetivo.

Links relacionados Brunno Henrique

Fotógrafo: Vitor Curado
Youtube – www.youtube.com/BrunoHenriquelives
Fanpage – www.facebook.com/Brunno.Official
Instagram – www.instagram.com/brunnohenriqueguitar

Cauê Leitão é guitarrista da banda brasileira Andragonia de ProgMetal e também possui sua carreira solo.

Cauê Leitão

Links Relacionados

Coluna por: Cauê Leitão guitarrista do Andragonia
Edição por: Victor Santos
Entrevistado da 17ª edição (Ano 2): Brunno Henrique do Nando Fernandes

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos