Pain Of Salvation fala sobre novo álbum “In The Passing Light of Day” (2017)

A banda sueca de rock/metal progressivo Pain of Salvation está trabalhando em seu novo álbum tem um tempo. Daniel Gildenlöw–  Pain of Salvation, concedeu uma entrevista para o site Has It Leaked, onde fala sobre o álbum que está por vir, o novo filho:  “In The Passing Light of Day”.

Confira:

Tradução do site: Has It Leaked

Daniel Gildenlöw-  Pain of Salvation –  fala sobre o álbum que está por vir, novo filho:  “In The Passing Light of Day”

Você já terminou a arte da capa para o seu próximo álbum ?

Não, eu sempre tento trabalho com um nível de ansiedade muito alto, primeiramente,  e cumprir os prazos. Não, mas é geralmente uma das últimas coisas para pensar, uma vez que existem tantas coisas urgentes que precisam ser feitas. Eu tenho uma visão do que eu quero alcançar, e eu já trabalho em conjunto com o fotógrafo Lars Ardarve para filmar o material para uma ideia que temos. Vai ser interessante ver como ele fará esse trabalho com a gente.

Quando é dia de lançamento?

Última coisa que ouvi foi dia 13 de janeiro (eu escolhi a data, é uma sexta-feira, é claro) no próximo ano.

In The Passing Light of Day” é produzido por Daniel Bergstrand (In Flames, Meshuggah, Strapping Young Lad, etc.). Você declarou: “Nesta cooperação me sinto como um jogo feito no céu (ou melhor, em algum outro lugar legal que eu realmente acredito), e ele era tão entusiasmados em trabalhar com a gente como nós com ele.” Você pode descrever a  influência dele sobre a gravação?

Bem, assim como eu, ele é um homem de detalhes, um homem que se dedica a sua atividade comercial e está disposto a dar seu melhor, sempre que ele sente que há melhorias a serem feitas. Ele é apaixonado, um artista. Ele vai tentar de tudo e está sempre pronto para jogar fora uma ideia ruim de imediato, se ela não funcionar, abandonando suas rotinas normais. Ao mesmo tempo, ele é muito old-school em seus métodos e defende quando ele acredita em alguma coisa. Tenho que admitir, eu me senti em casa em sua presença. E o som de bateria ficou estelar, “derramado dos oradores” do jeito que eu sempre quis que soasse!

E, por favor nos diga mais sobre este lugar que acredita.

Nah, era apenas qualquer lugar fresco. Ao contrário de Céu, que eu simplesmente não acredito. Um encontro no Epcot Center? As Ilhas da Páscoa? Eu não sei, basta inserir tudo o que é sua própria equivalência do Céu, eu acho. Oficina do Papai Noel no Pólo Norte …? Grand Canyon …

Parece que a dor dos álbuns recentes de Salvação foram moldadas principalmente pelo mentor Daniel Gildenlöw. Você integrou, recentemente, o segundo guitarrista Ragnar Zolberg nas composição. Como isso influencia as novas músicas?

Tem sido bom ter alguém para escrever novamente. Musicalmente, nós muito a mesma sinergia,  quando começamos a trabalhar no novo álbum. Nós dois tivemos ideias para canções e passagens, e costurá-las juntas veio muito naturalmente.

Ragnar Zolberg vive na Islândia e na Noruega. É um desafio de conciliar a distância com o processo criativo de composição, gravação e ensaiando?

Sim muito mesmo. Mas temos trabalhado duro para fazê-lo funcionar, e os nossas adoráveis esposas e famílias têm ajudado muito.

Normalmente, o lançamento de um novo álbum é seguido por uma turnê. O que podemos esperar?

Temos de esperar para ver, mas eu acho que seria começar pelos EUA e Europa, talvez a partir de fevereiro. Espero ver todos vocês lá! e a todo vapor! (risos)

 

Tradução: Paula Alecio

Entrevista retirada na integra do site supracitado.