O Trecho novo álbum de Alexandre Carminatti

O Trecho novo álbum de Alexandre Carminatti

O Trecho contempla um universo musical menos explorado pelo compositor em sua história como baixista, diferente dos trabalhos lançados anteriormente o CD Marcas no Asfalto e o DVD Viajem dessa vez Ale se arrisca cantando.

O Trecho é o nome do disco mais recente de Alexandre Carminatti, Baixista de bandas como: Miguelão e Os Parças, Teoria Conspiratória, Rocalha, Fer Aver Trio, No comando, Mano Léo, Rolan Case, Kamom Blues Bands, Colt 45. E agora estreando seu mais recente projeto solo, com distribuição do selo Subdiscos.

Neste trabalho, Carminatti envolve suas composições em elementos que criam uma atmosfera sonora vintage, e transita pelos gêneros do rock flertando com o blues, psicodelismo e até uma pitada de jovem guarda.

Busca por uma estética mais Rock in Blues Soul e experimenta texturas que fogem do convencional. Os arranjos, em sua maioria, foram executados pelo produtor o Eder Bergozza que tocou bateria, teclados Backing Vocals e também Produziu o Disco. Também teve a participação nas guitarras e violões de Mauro França.

O Álbum tem 13 musicas nas quais duas tem participações especiais; Marcos Meneguzzo canta em No azul dos teus olhos e Joca cantando em O Roubo.

Capa O Trecho

Créditos da capa Arte de Flávio Augusto Köning

Ouça direção primeira faixa do disco liberada no Youtube para audição.

Nós da Rede

Anderson Severo

Agitador Cultural em Sub_Discos
Comecei a ouvir Rock N'Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence.Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo.
Até que quis montar minha própria banda.
No decorrer da caminhada passei por projetos como:
2000 - Resistência Aflita
2004 - Kaos Eminente
2006 - Estado Crítico
2014 - Insulto Verbal
2015 - Atualmente faço parte dos Projetos
Capa Preta e Exclusão Social.
Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.
Avatar
Nós da Rede

Últimos posts por Anderson Severo (exibir todos)

Avatar

Anderson Severo

Comecei a ouvir Rock N' Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence. Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo. Até que quis montar minha própria banda. No decorrer da caminhada passei por projetos como: 2000 - Resistência Aflita 2004 - Kaos Eminente 2006 - Estado Crítico 2014 - Insulto Verbal 2015 - Atualmente faço parte dos Projetos Capa Preta e Exclusão Social. Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.