O baixo de Flea não deixa ninguém parado – Red Hot Chilli Peppers @Lollapalooza – São Paulo/SP (23/03/2018)

(Foto: Fabio Tito/G1)

A primeira noite do Lollapalooza Brasil 2018 não poderia ter uma banda mais qualificada.

Há quanto tempo que o RED HOT CHILLI PEPPERS não toca em São Paulo?

Há quanto tempo que eu queria ouvir “Give it Away” ao vivo?

Eu mesmo nunca imaginei que fosse ver esses caras na minha vida. Já passaram. Passou. Eu passei. Eles são da década de 80. São os headliners pelo tempo de estrada. Nomes memoráveis de anos atrás. Os líderes da noite. As pontas que puxam todas as outras bandas. As referências. 

Será que o Flea vai tocar? Será que o Anthony Kiedis ainda aguenta o tranco de um show desse porte? Não temos mais Frusciante. 2018.

Começaram com “Can’t Stop” e minha pergunta foi respondida imediatamente com a introdução de uma das melhores músicas que existem no planeta terra.

Plena sexta feira, dia útil em São Paulo, todo mundo trabalhou o dia todo e depois veio pra cá. No caos do Autódromo de Interlagos lotado, “Can ‘t Stop“, “eu não consigo parar, eu estou viciado, chop top disse que eu vou tirar a sorte grande“. Chad Smith na bateria subindo aos poucos na introdução, o acompanhamento do baixo de Flea não é apenas um acompanhamento, é um riff que gruda na mente de quem ouve e sente.

Quando toca “Other Side“, Anthony Kiedis coloca sua capacidade de encantamento do público a prova, todos cantam juntos, todos cantam juntos ao RED HOT, quem não conhece essa música? Tá noite. Tá bonito demais. O público curte o show em frenesi, o baixo de Flea não deixa ninguém parado.

RED HOT toca demais. Puta merda. Quantos anos esses caras tem mesmo?

Eles tem é experiência de sobra. De palco. De mundo. Em todas as músicas dá pra reparar que ninguém está sozinho nessa banda, ninguém tá tocando sozinho. Tudo encaixa na medida certa. Se erram, consertam. Voltam. Tocam melhor. Na sequência puxam uma Jam cabulosa, o momento em que os próprios músicos dão risada da loucura que estão proporcionando para geral. Tá tudo pegando fogo aqui.

Quem é esse cara? Que música é essa? Vai meter um JORGE BEN JOR? É sério isso?

MAURO REFOSCO, percurssionista, brasileiro, meteu JORGEN BE JOR em pleno show do RED HOT CHILLI PEPPERS no Lollapalooza Brasil 2018.

Arregaçou.

Quem cantou foi o guitarrista Josh Klinghoffer, com um português arrastado e belo. Que beleza ouvir um som assim. “Essa menina mulher, da pele preta a

Menina Mulher da Pele Preta, JORGE BEN JOR.

Tem brasilidades na maior banda de rock do mundo.

(Foto: Victor Pollini)

Ao fundo, cores vermelhas e vibrantes na projeção do Palco Budweiser, cinco círculos com contornos vermelhos ofuscam o público a cada bumbada, a cada pratada, variam entre vermelho e branco, mudam as cenas sem uma lógica aparente. Às vezes meio Preto e Branco, mudando para Azul também. Impacta. Como faz isso aí? A equipe do RED HOT é gigante. Não são apenas músicos, têm um espetáculo rolando, tem a equipe de som especializada, elétrica, produção, assessores, roadies, técnicos e mais um monte de gente pra fazer isso aí que eles estão fazendo. Não é fácil.

Por falar em não ser fácil, “By The Way” não poderia ficar de fora. Bem melhor que no CD, o riff simples da introdução fica mais agressivo ao vivo. Parece fácil mas a onda é outra. Fica melhor. Ao vivo é melhor, a banda transforma o som. Ou será que hoje em dia o RED HOT tá mais pauleira que anos atrás?

Hit atrás de Hit. “Californication” eleva o público. Se alguém não tinha entrado, agora entrou. Impossível ficar parado. Flea não deixa.

Chega “Give it Away” e mais uma vez Anthony comanda o trava língua sonoro em que todos ao meu lado cantam sem saber exatamente as palavras. O importante é que cantam sem saber as palavras.

RED HOT travou tudo.

(Foto: Victor Pollini)

SET LIST – RED HOT CHILLI PEPPERS – LOLLAPALOOZA BRASIL 2018

  • Intro Jam
  • Can’t Stop
  • Snow ((Hey Oh))
  • Otherside
  • Dark Necessities
  • Menina mulher da pele preta (Jorge Ben Jor cover) (Josh solo)
  • Sick Love
  • Nevermind
  • Californication
  • Aeroplane
  • Blood Sugar Sex Magik
  • Hump De Bump (with Mauro Refosco)
  • The Adventures of Rain Dance Maggie (with Mauro Refosco)
  • Pea (snippet, not printed on setlist)
  • Higher Ground (Stevie Wonder cover)
  • Under the Bridge
  • By the Way
  • Encore Jam
  • Goodbye Angels
  • Give It Away (with Mauro Refosco)
(Foto: Fabio Tito/G1)
(Foto: Fabio Tito/G1)