Monolito Project lança álbum “First Principles”; ouça nas plataformas digitais

Multi-instrumentista e produtor Augusto Rocha lança projeto independente; músico toca todos os instrumentos no formato ‘one man band’

Concebido pelo guitarrista Augusto Rocha, o Monolito Project lançou em Maio de 2021 seu álbum de estreia “First Principles” em todas as plataformas digitais. Com o propósito de aquecer a banda, Augusto promete novos lançamentos de vídeos até o final do ano. Com o intuito de revisitar ideias e riffs criados ao longo de anos, o produtor organizou ideias antigas em músicas inéditas, aproveitando-se da facilidade nos dias de hoje através de plataformas de streaming.

“Cada faixa carrega inspirações de momentos distintos ao longo dos anos. ‘Outbreak’, por exemplo, foi a última composição a entrar no álbum e tem espinha dorsal em um dedilhado criado há 5 anos, tem uma reviravolta após o solo com riff dos tempos de faculdade e uma pegada geral muito influenciada pelo clima mais recente da pandemia. Uma viagem no tempo”, explicou Augusto Rocha.

Ouça Monolito Projecthttps://linktr.ee/monolitoproject
Assista “Outbreak”https://www.youtube.com/watch?v=hDsbyX-yJeg
Assista “A Gladiator’s Tale”https://www.youtube.com/watch?v=qlu6xjsam4Q
Assista “Underworld”:https://www.youtube.com/watch?v=E775wPzFvsE
Assista “The Fight”https://www.youtube.com/watch?v=krQntZQzZpA

Quatro singles foram lançados anteriormente ao lançamento do álbum, antecipando um álbum pesado, com predominância de linhas Thrash Metal, cheio de experimentalismos, ritmos e climas, além de toques do metal moderno, Prog Metal e arranjos clássicos, fazendo uso de instrumentos analógicos e digitais, todos executados ou programados pelo próprio artista.

Biografia

Engenheiro de formação e músico de paixão, Augusto toca guitarra desde a adolescência, quando teve suas primeiras experiências tocando em bandas, fazendo shows e até mesmo rascunhando suas primeiras músicas. Ao longo da faculdade e nos anos que se seguiram, além da guitarra, também dedicou tempo a aprender outros instrumentos, como bateria e violino. Suas influências mais remotas incluem bandas como Iron Maiden, Megadeth, Slayer, Faith No More, Metallica e Sepultura, ao mesmo tempo em que a admiração por compositores clássicos, como Mozart, completa a mistura.

Autodidata e curioso, depois de anos registrando ideias e fragmentos musicais próprios, o músico decidiu não apenas encarar o desafio de mesclar ideias antigas com novas criações para estruturar canções completas, mas também tocar todo o processo de gravação e produção sozinho, usando esse projeto como oportunidade para aprender coisas novas e se atualizar no assunto.

“Foi um baita desafio conciliar trabalho, família e este projeto. A falta de tempo e as restrições impostas pela pandemia acabaram tornando natural o caminho de tentar resolver tudo sozinho, do meu jeito e no meu ritmo, aproveitando para aprender mais sobre tudo aquilo que vem além da criação de um riff bacana e que materializa essas idéias em músicas que soam bem e ao alcance de todos”, disse Augusto.

Augusto conheceu mais sobre o processo de publicação online, dos aspectos técnicos aos papéis e responsabilidades de cada ator da rede, como sociedades de direitos autorais, distribuidores digitais e plataformas de streaming. Além disso, foi também uma oportunidade dele aprender mais sobre a própria produção musical. Gravar, mixar, masterizar, todos grandes desafios sobre os quais pouco conhecia em um universo tão amplo que realmente se justifica a existência de grandes músicos, profissionais e especialistas em cada etapa.

Monolito Project nas redes sociais:
Facebook: https://www.facebook.com/monolitoproject/
Instagram: https://www.instagram.com/monolitoproject/