Michael Romeo – “War of the Worlds, Pt. 1”

Depois que o Symphony X lançou o excelente “Underworld” em 2015 e fez uma turnê, onde inclusive passou pelo Brasil (estive no show em São Paulo) a banda resolveu entrar no famoso hiato e com isso, o guitarrista e líder Michael Romeo entrou no seu projeto solo do qual lançou há algumas semanas atrás: “War of the Worlds, Pt. 1”, um álbum conceitual baseado no clássico literário escrito por H.G. Wells em 1897.

Quando um artista lança um trabalho fora da sua banda imagina-se em algo diferente e com uma outra sonoridade, mas Michael não conseguiu ou melhor, o Symphony X não abandonou ele e o álbum parece uma continuidade da banda americana.

Calma fãs, o álbum é muito bom, mas a pequena diferença fica apenas no vocal: Rick Castellano tem uma voz com menos profundidade do que Russell Allen, mas se saiu bem tanto na parte melódica quanto pesada.

Com uma pegada de orquestra em muitas passagens, o disco começa com uma introdução para logo ir em “Fear The Unknown”, uma paulada a cada dedilhada de Romeo (como toca esse homem) e logo em seguida vem “Black”, onde posso estar enganado mas fez lembrar muito o álbum “The Odyssey” (meu favorito do Symphony X).

Depois veio algo que sai um pouco da caixinha: “F*cking Robots” que mostra um ar mais eletrônico e futurista. Parece que realmente são robôs fazendo a música e ficou muito interessante, onde a voz de Castellano mais se destaca.

O metal voltou na empolgante “Djinn”, um festival de riffs costumeiros de Michael Romeo e o teclado fazendo o contraposto.

“Believe” é a faixa mais longa do álbum, com mais de 8 minutos e com um começo somente de teclado foi a que teve mais elementos de metal progressivo, uma verdadeira viagem assim como o livro.

“Differences” já volta a pegada pauleira com muita intensidade e que tem continuação em “War Machine”, que parece uma música de trilha sonora em qualquer filme futurista ou épico.

Para fechar bem o primeiro e já grande trabalho solo, “Oblivion” e “Constellations”, duas músicas lindas e agressivas que dão o toque final, mas parece que logo teremos o seguimento deste projeto.

Como falei, o álbum é lindo e provavelmente um dos lançamentos do ano, mas claro que se você não buscar informação, achará que é um trabalho novo do Symphony X.

Faixas:

1. Introduction

2. Fear The Unknown

3. Black

4. F*cking Robots

5. Djinn

6. Believe

7. Differences

8. War Machine

9. Oblivion

10. Constellations

Line-up:

Michael Romeo – Guitarra

Rick Castellano – Vocal

John “JD” DeServio – Baixo

John Macaluso – Bateria

Nota: 09

Texto: Alessandro Rossi

Giancarlo Rossi

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.
Giancarlo Rossi
Avatar

Giancarlo Rossi

Cursando Rádio e TV. Escuta todas as vertentes do Rock e do Metal. E Adora Cinema.