Meninos em Fúria: Clemente e Marcelo lançam livro sobre o Punk Rock nacional

clemente

O livro “Meninos em fúria” relembra histórias que marcaram a consolidação do punk na música nacional.

Com a lupa voltada para ano de 1982, o livro “Meninos em fúria” mostra o nascimento do movimento punk no Brasil. A publicação é de autoria de Marcelo Rubens Paiva a partir de material do músico Clemente Nascimento.

Hoje na casa dos cinquenta anos de idade, a dupla relembra histórias que marcaram a consolidação do punk na música nacional. E a escolha por 1982 não foi aleatória. Foi no final desse ano que Marcelo lançou “Feliz Ano Velho”, autobiografia sobre o acidente que o prendeu a uma cadeira de rodas.

E foi também no final de 92 que Clemente participou com a banda Inocentes do festival “O começo do fim do mundo”, que oficializou o movimento no Brasil. Inicialmente Marcelo só iria escrever o livro, contando, sob a perspectiva de Clemente, como o punk explodiu em SP. Mas ele acabou se inserindo na história dada a importância do movimento punk em sua própria vida.

De acordo com Marcelo, foi nos shows que ele voltou a se sentir ativo e feliz depois do acidente. Sua empolgação nas apresentações era tão nítida, que Marcelo era conhecido como o cadeirante doidão. Já Clemente pode ser considerado um ícone do movimento punk nacional. Morador do bairro do Limão, na zona norte de São Paulo, ele foi baixista da banda Inocentes, uma das mais atuantes e fortes. “Meninos em fúria” é um lançamento da Editora Alfaguara.

Ao preço de R$ 39,90, “Meninos em Fúria” conta com 248 páginas e também traz fotos da época. O livro foi lançado em 30 de setembro.  Saiba mais.