Medjay: Resenha “Cleopatra VII”

Por Rogério Rezende

Nota: 9.5/10.0

Que trabalho Lindo! Primoroso! Desculpem começar este texto tão empolgado, mas é difícil conter a alegria, quando recebemos um álbum como este “Cleopatra VII”, da mineira MEDJAY. Então, já fica aqui o meu sincero agradecimento ao pessoal da MS (selo do Brasil)! Mais um lançamento de respeito, e que põe definitivamente esta banda junto aos melhores nomes do Power Metal do país.

A tônica aqui é o Power Metal, mesmo. A espinha dorsal de todo o CD é este estilo, mas muito enriquecido por orquestrações, influências da cultura egípcia e, o principal, que é o bom gosto absurdo dos seus compositores. O trabalho é conceitual, e explora alguns dos principais momentos da vida da sétima Cleópatra! A preocupação é geral aqui! Cada detalhe tem uma dedicação exemplar para que o seu desenvolvimento surte o efeito desejado.

A produção é certeira, e não tive qualquer problema na minha audição, para perceber os mais diversos arranjos. Outro ponto importante é que, talvez, este disco não funcione muito para a geração atual de fãs. Digo isso porque “Cleopatra VII” é muito rico, de longa duração, então, se você parar para escutar fazendo outras atividades ao mesmo tempo, não vai ter a exata dimensão do que foi concebido pelos caras. Conselho do tio Rogério: ouça o disco, sem fazer mais nada, e com o encarte em mãos!

Os destaques aqui são vários, ainda que o CD funcione melhor com uma análise integral. Ele é quase um livro em forma de música, e por isso seria errado da minha parte ficar enaltecendo esta ou aquela faixa. Mas o que eu posso dizer é que a cantora síria Oula Al Saghir brilha ao soltar sua voz em “The Magic of Isis” e na faixa-título. Essas duas ouvi mais vezes, após finalizar as duas audições para poder fazer esta análise.

“Cleopatra VII” ainda contou com a atual vocalista do Torture Squad, May Puertas em “Sarcophagus”, e com a jovem Mafra em “Ankhesenamon”. Acredito piamente que as escolhas destas três musicistas tenha conexão com o gênero da personagem explorada aqui, o que também foi bem sacado!

Parabéns aos envolvidos neste projeto! Músicos, participações especiais, gravadoras, distribuidoras! Tai um material que merece ser aplaudido de pé, e conferido por todos os fãs de bandas como Angra, Myrath, Aquaria, Age of Artemis, etc.

Formação:

Phil Lima (vocalista, guitarrista)
Freddy Daniels (guitarrista)
Samuka (contrabaixista)
Riccardo Linassi (baterista)

Track List:

  1. Stargate
  2.  Shemagh in Blood
  3. Warrior People
  4. Mask of Anubis
  5. Osiris and Seth
  6. Cleopatra VII
  7. Magic of Isis
  8. Sarcophagus
  9.  Ankhesenamon
  10. Book of the Dead
  11. Return of the Medjay
  12. The Boat of Rá