Mayhem – O bruto dos brutos em São Paulo

14500773_1179498355430363_1039918550433544984_o

No último domingo, dia 9, a tão aguardada turnê da clássica banda norueguesa The True Mayhem chegou a São Paulo. Com um Clash Club praticamente lotado, o show deu início com uns minutos (quase imperceptíveis) de atraso. Os fãs estavam ansiosos para a tão aguardada turnê de comemoração aos 22 anos do primeiro disco de estúdio “De Mysteriis Dom Sathanas”. Quando as luzes se apagaram era possível sentir uma energia monstruosa do que estava por vir, o ambiente vibrava ao som de uma trilha assustadora com sinos de igreja soando e ecoando por todo lugar. O cenário era simples, mas digno de um filme de terror independente.

Texto: Mônica Dias

Revisão: Paula Alecio

O primeiro a entrar foi o baterista Hellhammer, segundos depois todos entraram e já mostraram a que vieram. Todos estavam vestidos de túnicas pretas, o baixista Necrobutcher foi o único que dispensou o capuz durante a apresentação. O vocalista, Attila, foi o último a entrar, além da túnica e do crucifixo de ponta cabeça, sua caracterização estava assustadora como de costume, dando a ilusão de que tínhamos descido ao submundo, um lugar sombrio e brutal!

Com quase nenhuma interação com o público a banda mostrou a que veio e foi direto ao ponto, o CD “De Mysteriis Dom Sathanas” foi tocado na íntegra com direito a um encore com mais três músicas clássicas do grupo, DeathCrush e Chainsaw Gutsfuck do EP “DeathCrush” de 1987 e Pure Fucking Armageddon, primeira demo lançada pela banda em 1986.

Confesso que fui esperando muito bate cabelo com acordes pesados, o que não faltou, lógico, mas me surpreendi com a veia artística de Atilla, que semeia pelo palco gestos sutis e claros com a mais pura poesia, totalmente nua e crua, mostrando do que realmente se trata o Black Metal. O único ponto negativo do show foi a iluminação, variando entre azul e vermelha, que deixou quase impossível de se ver nitidamente os integrantes da banda. Fora isso, o palco ficou pequeno para tanta brutalidade!

VEREDITO: O Black Metal nunca esteve tão bem representado com esses veteranos, definitivamente eles são os brutos dos brutos! Um show que merece ser visto!

SETLIST

  1. Funeral Fog
  2. Freezing Moon
  3. Cursed in Eternity
  4. Pagan Fears
  5. Life Eternal
  6. From the Dark Past
  7. Buried by Time and Dust
  8. De Mysteriis Dom Sathanas

Encore:

  1. Deathcrush
  2. Chainsaw Gutsfuck
  3. Pure Fucking Armageddon

Mayhem é composto por:

Necrobutcher – Baixo
Hellhammer – Bateria e Percussão
Attila Csihar – Vocal
Teloch – Guitarra
Ghul – Guitarra