Mastodon e Slipknot realizam performances em SP debaixo de chuva e super lua

slipknot_2015_sao_paulo_imprensa_do_rock_destaque

Durante o Rock In Rio, vários shows como Queen, Faith No More e System of A Down foram anunciados em São Paulo pela Live Music Rocks, e para a alegria dos fãs, Slipknot foi uma das bandas que deu uma passada pela capital paulistana. Apresentando o show “Prepare For Hell”, os mascarados fizeram todas as pessoas presentes na Arena Anhembi cantar do começo ao fim neste domingo (27). Além dos principais sucessos ao longo de sua carreira, eles tocaram algumas músicas do seu ultimo álbum “.5: The Gray Chapter”.

Com a abertura dos portões pouco depois das 16h, o público rapidamente entrou e se posicionou de forma a ficar o mais perto possível das grades, tanto da pista quanto da Budzone. A abertura do show ficou por conta do Mastodon, que contava com muitos fãs que foram ali somente para assisti-los e puderam conferir sucessos como “Blasteroid” e “Chimes at Midnight”. Mas houve um porém: devido a uma forte chuva, a banda tocou aproximadamente 30 minutos antes da apresentação ser interrompida por causa da água que estava afetando todos os equipamentos e molhando o palco todo.

Seguindo a pontualidade do Mastodon, o Slipknot entrou as 20h30, porém a chuva naquele instante havia cessado e as nuvens tinham ido embora, proporcionando uma noite incrível para o público, que além do show, podia também acompanhar um eclipse lunar que estava acontecendo ao mesmo tempo.

Abrindo com as musicas “XIX”, “Sarcastrophe” e “The Heretic Anthem” do novo álbum, já percebia-se que estávamos diante de um macabro espetáculo, cheio de fogo, luzes e as já conhecidas percurssões da banda, que toda hora se movimentavam em cima de uma plataforma. Seguindo com “Psychosocial”, “The Devil in I”, “AOV” e “Vermilion”, a galera estava agitada e pulava o tempo todo, mesmo com o setlist igual do Rock In Rio. A presença de palco dos 8 membros é um show a parte, onde cada um é e faz parte de um grande espetáculo performático. O destaque na banda vai para o vocalista Corey Taylor, que com incrível maestria, sempre puxava os fãs a darem o máximo de si naquela noite. Houve uma pausa para que Corey conversasse com o público e levantasse uma bandeira do Brasil jogada no palco. Nesse tempo ele agradeceu por estar tocando numa das cidades que ele considera estar no seu top 3 de melhores lugares que o Slipknot tocou.

Depois disso, o show prosseguiu com “Wait and Bleed”, “Killpop” e um de seus maiores sucessos: “Before I Forget”. Depois da música “Sulfur”, onde todos já estavam enérgicos, a banda fez mais uma pequena pausa onde Corey agradeceu umas duas ou três vezes ao pessoal do Mastodon por abrir o show e também que a galera dali estava muito melhor que a do Rock In Rio. Logo após, todos começaram a gritar “Chupa Rock In Rio, Chupa Rock In Rio” e o vocalista falou que mesmo sem entender, concordava com o que estavam dizendo. Nessa hora, Corey convidou a todos os maggots (como são conhecidos os fãs da banda), para fazerem história na carreira do Slipknot como sendo a cidade mais barulhenta de todas que eles já tocaram, e pedindo para que todos usassem suas energias ao máximo na música que viria a seguir. Quando começaram as primeiras notas, o público já sabia que “Duality” estava por vir, e num coro ensurdecedor começou a cantar junto.

Outro destaque da noite ficou por conta de uma pausa que sempre é feita nos shows durante a música “Spit It Out”, onde eles pedem para que todos abaixem e comecem a pular freneticamente somente quando é dito “Jump the fuck up”. Dito e feito, após um dos momentos mais agitados do show, a banda tocou “Custer” e saiu de cena.

Com diversos pedidos por um bis, o DJ Sid Wilson começou tocando a intro “742617000027 (sic)” e a banda prosseguiu com “People = Shit” e “Surfacing” para encerrar a noite.

Apesar da chuva que atrapalhou um pouco a apresentação do Mastodon, o show correu do começo ao fim de forma impecável e deixou o público de aproximadamente de 15 mil pessoas com vontade de mais um espetáculo tão inesquecível como esse.

Texto por: Matheus Silva // Fotos por: Budweiser
Agradecimento pelo credenciamento: Midiorama

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos