Luciano Paim e Hardcore Serrano lançam clipe de: Meu Recado

O músico caxiense Luciano Paim descobriu o punk rock por conta própria, na rebeldia da adolescência; mas o amor pela música gaúcha veio de berço mesmo, na infância, quando passava o tempo escutando as histórias cantadas por artistas como Os Bertussi, Os Filhos do Rio Grande e Gildo de Freitas.

Esse binômio inusitado entre o som barulhento nascido lá na Inglaterra com o originário dos Campos de Cima da Serra formou a identidade musical de Luciano – baterista da banda Ligante Anfetamínico – e é a base do projeto solo Luciano Paim e Grupo Hardcore Serrano.

A história musical começou em 1995, com a banda Raízes da Podridão. Em 1996, com a banda Lixo Cultural, já arriscávamos algumas composições próprias. Em 1997 uma demo tape com abanda Recruta Zero e logo em seguida, em 1998, nasceu a Ligante Anfetamínico, que tem sua história muito bem contada em CD’s, videoclipes e no documentário Ligantes: A história da Ligante Anfetamínico.

Leia a resposta de Luciano quando questionado sobre como e de onde surgiu “Meu Recado”, e a ideia de produzir este vídeo clipe?

“Em 2010, em parceria com Gilmar Giacomelli (Punk Boy), compomos uma dezena de músicas com a intenção de fazer uma banda paralela à Ligante, com uma temática punk-gaudéria, mas o projeto acabou antes de entrarmos em estúdio.  Como eu continuava muito empolgado com a ideia, decidi levar a diante e gravei uma das músicas.

O resultado me causou certa estranheza e resolvi esquecer a ideia de lançar.

Dez anos depois, ao organizar minhas coisas, me apareceu a velha gravação e ao ouvir novamente, percebi que tem muita coisa pior por aí. Então como neste ano em que completo 40 anos de idade e 25 tocando hardcore e punk rock, resolvi me presentear e apresentar para vocês O Meu Recado, com Luciano Paim e Grupo Hardcore Serrano. Aqui tem um pouco de minhas influências que vão de Irmãos Bertussi à Os Replicantes. Obrigado a todos e aproveitem! ”

O primeiro clipe já está no Youtube e ganhou recomendação de ninguém menos que o ex-Replicantes Carlos Gerbase: “Sempre achei mais interessante (e mais eficiente) o punk bem-humorado, que conta histórias, que o punk palavra-de-ordem, que manda fazer isso ou aquilo. Na melhor tradição do punk irônico, surge esse clipe do Luciano Paim, que teve a coragem de misturar Irmãos Bertussi e Replicantes. É muito bom! ”, escreveu ele, no Facebook.

No single Meu Recado, Luciano referência nomes como Os Bertussi, Paulinho Mixaria e a banda de hardcore Exploited. Universos aparentemente tão diferentes ganham um novo e bem-humorado olhar do músico. Uma ótima oportunidade para colocar os preconceitos de lado e aproximar distâncias.

– Sempre achei que tem tudo a ver, o gaúcho e o punk são dois rebeldes, mas acho que essa visão pode ser coisa da minha cabeça – brinca o músico.

 

Clipe

Luciano Paim e Grupo Hardcore Serrano não misturam punk e música gaúcha apenas no som. O clipe lançado para o single Meu Recado (confira abaixo) tem direção de Maicon Benato e revisita a estética dos clássicos vídeos de grupos serranos, com cenas ao ar livre, abaixo das araucárias e ostentando um ônibus adesivado com nome e fotos da banda. No meio de tudo isso, surge um vocalista de jaqueta de couro e cara de mau, bem ao estilo Sid Vicious (da lendária banda Sex Pistols).

– Sempre gostei dessa estética dos grupos gaúchos, olhava aqueles ônibus na rua e sempre achava muito massa –

Como a música foi gravada há 10 anos, não foi possível recrutar para o clipe os instrumentistas que estiveram no estúdio naquela época. O jeito foi chamar os amigos Alisson Ferreira, Ronaldo Zirkel e Edimar Perondi de Souza, que não são músicos de verdade, para participar do vídeo e fazer a “festa punk” no meio das paisagens campeiras. Contou Luciano.

A repercussão positiva do primeiro clipe, lançado no último fim de semana, animou Luciano, que pretende lançar um disco completo do projeto solo até o fim do ano. Que venha…

Assista O clipe:

 

Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Atua como baixista das bandas: Capa Preta Rock, Exclusão Social e Ligante Anfetamínico. Fundou o Selo Sub_Discos. Gerente do Estúdio Ophicina Sonora.