Júpiter Maçã Vida Será Contada  em Livro

Júpiter Maçã Vida Será Contada  em Livro

 

Os jornalistas Cristiano Bastos e Pedro Brandt são os autores de Júpiter Maçã: A Efervescente Vida e Obra.

O livro conta a trajetória do cultuado músico gaúcho Flávio Basso, que ficou conhecido como Júpiter Maçã e Júpiter Apple.

Imagem da internet

O título é o primeiro lançamento da Plus Editora e chegará às livrarias em setembro. Bastos falou sobre o projeto. “Encaramos Flávio Basso como uma das maiores figuras do rock brasileiro, não apenas por sua obra como por todas as histórias que o circundam“.

Cristiano Bastos é o autor do excelente Gauleses Irredutíveis – Causos e Histórias do Rock Gaúcho, livro que conta a história do rock do Rio Grande do Sul através de depoimentos dos próprios músicos envolvidos.


Flávio Basso faleceu em 21 de dezembro de 2015, aos 47 anos. O vocalista e guitarrista fez parte do TNT e dos Cascavelletes, duas das bandas mais icônicas do rock gaúcho. Com os Cascavelletes gravou dois discos – a estreia de 1988 e Rock’a’ula (1989) -, além da faixa “Sob Um Céu de Blues”, considerada um dos maiores hinos do rock produzido no RS. Mas foi a partir de 1997, quando assumiu a alcunha de Júpiter Maçã, que Basso alcançou reconhecimento da crítica nacional.

Seu primeiro álbum, A Sétima Efervescência, saiu em 1997 e é considerado um dos grandes discos do rock brasileiro. Carregado de psicodelia, trouxe uma nova abordagem para o trabalho de Basso, seguida nos trabalhos seguintes, Plastic Soda (1999) e Hisscivilization (2002).

Nós da Rede

Anderson Severo

Agitador Cultural em Sub_Discos
Comecei a ouvir Rock N'Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence.Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo.
Até que quis montar minha própria banda.
No decorrer da caminhada passei por projetos como:
2000 - Resistência Aflita
2004 - Kaos Eminente
2006 - Estado Crítico
2014 - Insulto Verbal
2015 - Atualmente faço parte dos Projetos
Capa Preta e Exclusão Social.
Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.
Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Comecei a ouvir Rock N' Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence. Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo. Até que quis montar minha própria banda. No decorrer da caminhada passei por projetos como: 2000 - Resistência Aflita 2004 - Kaos Eminente 2006 - Estado Crítico 2014 - Insulto Verbal 2015 - Atualmente faço parte dos Projetos Capa Preta e Exclusão Social. Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.