Journey: banda anuncia novo baixista e baterista e lançam versão nova de “Dont Stop Believin”

O Journey anunciou o nome dos mais novos membros a se juntarem a banda. São eles, o baixista Randy Jackson e o baterista Narada Michael Walden.

Ok amigos, a palavra está no ar! Randy Jackson, o Big Dawg, é nosso novo baixista novamente “O JOURNEY é uma força incontrolável e em constante mudança. Este é um capítulo completamente novo para nós e mal podemos esperar para chegar a ele!” – escreveu o membro fundador e guitarrista do JOURNEY, Neal Schon.”

A nova formação já gravou uma versão quarentena da faixa “Dont Stop Believin“, para o “UNICEF We Won’t Stop”, evento a UNICEF USA e você confere logo abaixo. 

Em 3 de março, Schon e o tecladista Jonathan Cain entraram com uma ação contra o baixista Ross Valory e o baterista Steve Smith, que são membros do Journey desde que a banda se formou em 1973, alegando que os dois tentaram um “golpe” para ganhar controle da marca registrada Journey. O processo, que busca mais de US $ 10 milhões em danos, acusa Smith e Valory de realizar uma reunião “imprópria” de acionistas e do conselho de administração em fevereiro, durante a qual expulsaram Cain e Schon dos cargos de liderança da Nightmare Productions sob a suposição “incorreta” de que a empresa detinha os direitos sobre o nome do Journey. Um mês depois, Valory contra-atacou Schon e Caim, acusando-os de quebra de contrato e de causar-lhe sofrimento emocional. Ele está buscando “danos compensatórios passados ​​e futuros”. Ele também está pedindo a um juiz para determinar quem tem direitos sobre o nome da banda. “O nome do Journey é controlado por Neal Schon e Jonathan Cain“, disse à Rolling Stone em março um advogado de Cain e Schon. “E por uma causa muito boa, eles não querem mais se apresentar com Smith ou Valory, eles não querem ter nada a ver com eles, e isso é o direito deles. Eles vão continuar com o JOURNEY, continuar com o grande sucesso do passado e esses dois caras serão substituídos “.

Avatar
Avatar

Marcio Machado

Estudante de História pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), mas com o pé no jornalismo musical, desde os 12 anos se arriscava à escrever sobre o que ouvia em cadernos, se enveredando pela escrita jornalistica do Metal desde 2016 com o Whiplash, tendo de lá para cá, 80Minutos, Headbangers News, Gaveta de Bagunças, Headbangers Brasil e recentemente o Imprensa do Rock, como casas para seus textos e chatices. Tem como bandas de cabeceira Korn, Alice in Chains e Pantera, mas fã de muita coisa dos anos 90, a melhor década.