Jack Starr: Em vídeo, guitarrista conta detalhes sobre novo álbum e sua relação com David DeFeis

O canal do YouTube HEAVY CULTURE conversou recentemente com o guitarrista Jack Starr, um dos fundadores do Virgin Steele, e que atualmente comanda seu projeto solo e a banda Jack Starr’s Burning Starr. Com o mítico Virgin Steele gravou as primeiras demos do grupo e dois álbuns, “Virgin Steele” (1982) e “II: Guardians of the Flame” (1983), se desligando da banda em 1984. Na década de 1980 ainda participou de diversos projetos, como Thrasher e das bandas Devil Childe, Phantom Lord e de um álbum de Joe Hasselvander. Com sua carreira solo e com o Jack Starr’s Burning Starr registrou doze álbuns, destacando também o Guardians of the Flame, com quem gravou o excelente “Under a Savage Sky” em 2003.

No bate-papo, Jack Starr contou detalhes sobre esta trajetória, desde seus primeiros dias no Virgin Steele até seus mais recentes e também futuros lançamentos. Indagado sobre a pandemia, disse que a região onde mora, na Flórida, não foi muito afetada, e que neste período gravou dois novos álbuns. Também revelou que este período pandêmico não afetou seu modo de compor, destacando: “Sempre há um elemento no Heavy Metal que é de solidão, alienação e de desgraça iminente, então, quando isso realmente começou, ocorrendo na vida real, não mudou muito o conteúdo lírico ou o clima da música, porque o tipo de Heavy Metal que eu gosto, como Ronnie James Dio, Rainbow ou Led Zeppelin, há sempre um elemento de tristeza, e um elemento de perigo iminente, de melancolia e desgraça. Quando a realidade se tornou realidade, isso realmente não mudou a música que eu estava criando”. 

Jack Starr também falou sobre sua relação com o vocalista David DeFeis, do Virgin Steele: “Trabalhamos em algo em 1997. Trabalhamos em algo chamado “Sacred Demos”, e essa foi a última vez que falei com ele. Eu acho que o problema, você sabe, se há um problema, está realmente vindo de David, porque meu sentimento é que a vida é muito curta para ficar bravo com as pessoas. Para mim não é importante se algo ruim aconteceu no passado, eu não tenho que continuar com esse sentimento, porque eu acho que todos nós precisamos mudar e evoluir e é isso que eu gosto de fazer na vida com todos… Eu realmente não entendo, porque eu sou parte da vida de David, e ele é parte da minha vida, nós começamos algo que 40 anos depois ainda é interessante para muitas pessoas, em muitos lugares, então para mim isso é uma coisa boa e acho que reconheço isso e honro isso, acho que ele deveria fazer a mesma coisa”. 

Como de costume, o HEAVY CULTURE sempre pergunta para os músicos quais suas influências e músicos preferidos. Starr citou três guitarristas: Ritchie Blackmore, Jeff Beck e Leslie West, e deixou claro que admira Blackmore apenas musicalmente. Sobre suas influências e como isto moldou seu estilo e do próprio Epic Metal que ajudou a criar, contou que ouvia bastante música clássica nas rádios francesas quando era jovem, e isso o ajudou a criar seu estilo. Ao se mudar da França aos 10 anos de idade, passou a absorver tudo o que os Estados Unidos viriam a oferecer musicalmente, citando a banda Sir Lord Baltimore, Blues e Funk Music como influências.

Sobre o novo álbum do Jack Starr’s Burning Starr, intitulado “Souls of the Innocent”, o guitarrista informou que será lançado em três ou quatro meses, e contará com uma sonoridade mais agressiva, assim como sua temática, como revelou ao contar os títulos de algumas faixas: “Drowning in a River of Blood”, “The Road to Hell” e “Demons Behind Me”, esta última sobre vícios como drogas, jogos, álcool, sexo, etc. Ainda na live, o músico mostrou a capa do álbum, em primeira mão para os expectadores do HEAVY CULTURE. 

Para conferir o bate-papo com Jack Starr, acesse:

Em fevereiro o canal ainda receberá Paul Arnold, baixista e vocalista do At War no dia 15/02 às 20h. Formada em 1983, entre idas e vindas a banda lançou apenas três álbuns, os excelentes “Ordered to Kill” (1986), “Retaliatory Strike” (1988) e “Infidel” (2009), mas o suficiente para formar uma legião de admiradores de seu potente Thrash Metal. Já no quadro Mosh Livre, serão recebidos ainda neste mês Otávio e Sérgio Bezz, do Taurus, no dia 17/02 e Carlos Lopes, do Dorsal Atlântica, no dia 24/02.

Crédito da foto: Divulgação

Mais informações:

Facebook: https://www.facebook.com/heavyculturebra
Grupo: https://www.facebook.com/groups/159610798712141
Instagram: https://www.instagram.com/heavyculture
YouTube: https://www.youtube.com/HeavyCulture
E-mail: heavyculture2020@gmail.com
Assessoria de Imprensa: www.wargodspress.com.br

Maicon Leite

Maicon Leite

Assessor de imprensa com a Wargods Press, co-autor do livro "Tá no Sangue! - A História do Rock Pesado Gaúcho" e colaborador da Roadie Crew