Invokaos lança debut ‘Retirantes do Holocausto’

Foto: Pri Secco

Álbum de estreia do quarteto paulista já está disponível pelas plataformas de streaming e em material físico

Antecipado com o lyric video da música “Black Cobra”, o álbum de estreia do INVOKAOS, “Retirantes do Holocausto”, está disponível nas plataformas de streaming e em material físico, em uma parceria dos selos ABC Terror, Metal Mania, Tales From The Pit e Pancadaria Sonora.

A arte de capa de “Retirantes do Holocausto” é uma releitura da famosa pintura ‘Os Retirantes’ (1944), de Candido Portinari, que faz parte do acervo do Museu de Arte de São Paulo (MASP). Nela, Bacchiega, que também assina toda a arte gráfica, adaptou os personagens da história e da mascote Kira. “Desenvolvi um encarte especial em forma de HQ, contando o início da história da mascote da banda, Kira. Além das letras, haverá também cinco páginas da HQ falando um pouco sobre a história de um mundo devastado por um governante ditador, em que a fome e miséria são explícitas”, revelou.

Produzido e gravado por Lucas Moreno (Lucs Studios), “Retirantes do Holocausto” conta com 11 faixas, sendo seis inéditas e a introdução, “Cânticos Sertânicos”, criada por Wanderson “Tuco” Pereira e inspirada pela capa com elementos da música nordestina. “São músicas com variedades de estilo, representando fielmente toda a nossa diversidade, seja no black, thrash, death, crossover e grindcore. Gravamos o disco no home estúdio de Lucas Moreno, que é formado pela EM&T e foi quem produziu o nosso EP ‘Fúria Manifesta'”, contou o guitarrista Alexandre Jansen.

Já a faixa “Desigualdade, Impunidade” fala sobre a ganância de poder. “A referência musical percorre pelo thrash e crossover, que combinam bem com a crítica contida na letra, sobre a forma com que as pessoas querem chegar ao lugar desejado passando por cima de outras, sem nenhum tipo de empatia”, explicou Jansen.

O repertório também traz “Maldito”, faixa que homenageia o renomado cineasta brasileiro José Mojica Marins, mundialmente conhecido como Zé do Caixão. “Voltada para o grindcore, é uma homenagem ao nosso grande cineasta Zé do Caixão”, revelou o vocalista Bruno Bacchiega, que também foi o autor da letra de “Canibalismo e Caos”. “Ela mostra um retrato da sociedade em que o caos, causado pelo individualismo, é constante.”

Criado em 2017, o quarteto paulista INVOKAOS, da região de Diadema, estreou no ano passado com o EP “Fúria Manifesta”, que teve uma repercussão positiva. “Tivemos uma evolução nas composições no período entre o EP e o álbum. Tudo fluiu bem e isso é um reflexo do tempo de banda e o nosso entrosamento. O que também ajudou bastante foi a convivência com outras bandas, pois costumamos dizer que nossas maiores inspirações são os grupos que tocam com a gente nos festivais underground”, avaliou Jansen. “Com o álbum lançado, nós vamos nos concentrar nos shows de divulgação, assim como na produção de novos materiais, como clipe e lyric das músicas”, concluiu.

Formação:
Bruno Bacchiega (vocal)
Alexandre Jansen (guitarra)
Léo Bulhões (baixo)
Thiago Queiroz (bateria)

Sites relacionados:
https://www.youtube.com/c/invokaos
facebook.com/Invokaos
instagram.com/invokaos

Ouça no Spotify em https://open.spotify.com/album/7rOGii4H9PV4yKkx9qsmcI

Contato para shows: 11-973966992 | invokaos@gmail.com

Fonte: ASE Music

Leca Suzuki

Bacharel em Rádio/ TV. Amante da fotografia e da boa música.
"A música é o verbo do futuro." (Victor Hugo)
Leca Suzuki
Avatar

Leca Suzuki

Bacharel em Rádio/ TV. Amante da fotografia e da boa música. "A música é o verbo do futuro." (Victor Hugo)