Horror Expo 2019: três dias dedicados aos fãs do horror em São Paulo

Estamos navegando em mares sombrios há algumas décadas, desde o saudoso Edgar Allan Poe, o homem considerado fundador da ficção moderna de horror, temos uma vasta produção de seriados, filmes, jogos, tudo ligado ao mundo do horror fictício. É um mercado que ganha seu espaço e o amplia a cada ano.

A primeira edição da Horror Expo, foi na cidade que criou a Zombie Walk, que mobiliza milhares de pessoas para se divertirem com caracterizações ligadas a esse universo. Agora ganha mais um espaço em Sampa para curtir esse molejo do mal. Fãs do gênero, puderam conferir um belo evento com as estruturas de uma convenção, o Horror Expo, realizou sua primeira edição nos dias 18 e 20 de outubro no Pavilhão de Exposições do Anhembi. E fechou essa primeira edição com direito a concurso de melhores livros, revistas, maquiagem corporal, cosplay, e não podia faltar música e uma turma pra lá de entusiasta. Mas podemos verificar que precisam lapidar várias coisas para as próximas edições do evento.

Em parceria com a Nuclear Blast e Shinigami Records foram trazidos os shows das bandas Deathstars e Therion, além de um grande estande na feira com produtos importados e lançamentos nacionais.

Apesar de alguns imprevistos durante todo o evento, as atrações foram se encaixando, No sábado contaram com a apresentação da banda de K-pop, Highschool. No mesmo palco A Orquestra de Metais da Banda Marcial de Cubatão executou uma bela releitura para trilhas sonoras de filmes e séries exclusivamente de horror. Ainda teve as apresentações de The Secret Society, Deathstars, Midnight danger, Furia Inc, Venomous, Sioux 66, Alchemia e Therion.

Therion era a atração principal musical do evento, anuciada em primeira mão, que realizou sua master apresentação no domingo (20/10/2019). No dia anterior o fundador e vocalista Christofer Johnsson realizou de um painel especial, onde conversou com a imprensa e com a galera sobre sua carreira, trabalhos, inspirações e temáticas, nesse dia ele próprio confirmou que a apresentação seria mesmo um repertório exclusivo para o evento e inédito para os brasileiros, tocando na integra o álbum Theli (1996), trabalho que marcou o início do metal melódico no mundo. Mas não deixaram as clássicas de fora. Foi uma apresentação épica.

Além do show, o vocalista Os fãs também comparecem no evento no sábado, para realizar o Meet & Greet, que aconteceu no estande da Nuclear Blast, horas após o encontro dos fãs do Deathstars com a Banda.

Outra atração aguardada pelos fãs, era a do ilustrador Derek Riggs, que por motivos de força maior, cancelou a sua participação  no Horror Expo 2019, deixando alguns fãs decepcionados. Entretanto, a equipe de Derek liberou que todos as prints e itens do artista, que já se encontram no Brasil, fossem comercializados com desconto de 80% nas peças como uma forma de compensar os fãs que comparecerão ao evento para vê-lo. O evento manteve o estande que seria exclusivo para o ilustrador, onde os fãs puderam adquirir algumas obras.

O público também pode conhecer os atores Lochlyn Munro (seriado Riverdale), que foi muito simpático respondendo a perguntas do publico no palco sobre toa a sua carreira, e depois caminhou pela feira . Naomi Grossman (Pepper na série American Horror Story), e o diretor Mick Garris, que dirigiu vários filmes do gênero, entre eles Abracadabra (1993).

E, apesar de alguns imprevistos, acredito que a feira foi divertida, as pessoas que visitaram pareciam estar se divertindo bastante, tinham atrações para todos os gostos, cosplays bem elaborados e muito susto. Que venhas mais edições e melhorias sempre!