Ghost: em noite de lua cheia, o papa novamente abençoa SP.

Pura coincidência? Noite de céu aberto, poucas nuvens, lua cheia (faltava apenas ser sexta-feira 13).

Desembarcou em São Paulo um certo Papa Emeritus acompanhado de seus seguidores conhecidos como ‘Nameless Ghouls’. Como todos usam roupas parecidas que os cobrem da cabeça aos pés, cada integrante é reconhecido pelo símbolo do elemento químico que usa na lateral de seus trajes.

O clima foi bastante diferente da apresentação no último Rock In Rio, em 2013. Se no festival existiam fãs de diversas bandas, e boa parte não foi com a cara dos integrantes mascarados, agora, em sua passagem por Rio e São Paulo, presenciamos a empolgação dos verdadeiros fãs da banda: aqueles que cantaram as músicas de ponta a ponta e fizeram coro, num clima harmônico, sombrio e impecável.

  • CONFIRA ENTREVISTA QUE REALIZAMOS COM UM GHOUL! (CLIQUE AQUI!).

Exatamente às 21h55 (sem nenhum atraso), a “missa” foi iniciada com a introdução de “Infestissumam” que seguiu com “Per Aspera Ad Inferi”, ambas faixas do último CD lançado em 2013 intitulado de “Infestissumam”.

Antes da entrada de “Ritual”, faixa do aclamado “Opus Eponymous”, Papa Emeritus saudou o público com um animado “Boa noite São Paulo” em alto e claríssimo português, para delírio dos fãs.

  • CONFIRA A GALERIA DE FOTOS COMPLETA DESSE GRANDE SHOW! (CLIQUE AQUI!).

Prime Mover” veio com destaque para o público cantando todo o refrão sozinhos. E, na sequência, “Secular Haze” com um belo som de teclado ao lado de “Satan Prayer” e “Con Clavi Con Dio”. Que veio como mais um hino e um fundo sonoro para que o vocalista segurasse, naquele momento, um turíbulo: aquele recipiente onde se colocam as brasas e, sobre essas, os grãos de incenso que fazem a incensação em missas solenes (sim, até isso aconteceu no show!).

Elizabeth”, “Body And Blood” e “Death Knell” vieram em seguida, tendo direito ao Papa cumprimentando o público da primeira fileira da grade; choro de bebê na introdução seguinte; o Papa agitando o público para que levantassem suas mãos e seguissem com palmas acompanhando “Death Knell”; um cover dos The Beatles em “Here Comes The Sun”; e “Stand By Him”.

Antes do encore, a belíssima instrumental “Genesis” foi reproduzida com uma perfeição sem tamanho, seguida da sombria “Year Zero”.

O público, não satisfeito, começou a cantar simplesmente em coro, e sozinhos (para espanto dos músicos), as faixas seguintes: Rock Erickson, If You Have Ghost”, a relaxante “Ghuleh/Zombie Queen”, e para encerrar o show… Um dos ápices da noite: “Monstrance Clock”. Vale o aperitivo em curtir o Ghost onde quer que esteja!

set-list // 05-09-14.: Ghost // HSBC Brasil – São Paulo

  1. Infestissumam
  2. Per Aspera ad Inferi
  3. Ritual
  4. Prime Mover
  5. Secular Haze
  6. Satan Prayer
  7. Con Clavi Con Dio
  8. Elizabeth
  9. Body and Blood
  10. Death Knell
  11. Here Comes the Sun (The Beatles cover)
  12. Stand by Him
  13. Genesis
  14. Year Zero
  15. If You Have Ghosts (Roky Erickson cover)
  16. Ghuleh/Zombie Queen
  17. Monstrance Clock
Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos