Resenha: Furia Metal Festival @ Hangar 110 – São Paulo, SP – 12/01/2013

suicidalangels

Comentário pessoal: Meu Deus, que que foi aquilo? Um tremendo som, um tremendo show. A maior banda de Thrash Metal da Grécia e atualmente do mundo, destruíram tudo no Hangar 110 na noite desde sábado (12/01), além dos caras destruírem no palco com os clássicos (sim, já considero clássico depois do show de ontem) do “Bloodbath” disco lançado em 2012 ao final do show Nick Melissourgos (Guitarra/Vocal) e Angel Kritsotakis (Baixo), foram receber o publico na portaria do Hangar. Uma das maiores bandas de Thrash Metal do mundo atual fazendo isso? Merecem todo o respeito possível!

Vamos aos fatos! – Parte 1

Antes de tudo eu da Imprensa do Rock quero parabenizar todas as bandas Nacionais presentes no festival que conseguiram ter uma oportunidade incrível de abrir o show de uma banda internacional o que é bastante difícil atualmente nesse Brasil onde a alienação é mais importante que a música de qualidade.

Mandaram muito bem as bandas “Leviaethan” (Porto Alegre), “Guillotine” (São Paulo) e “ByWar” (São Paulo), que tiveram a coragem em mostrar a cara para um público bastante seletivo digamos.

Nota: Eu particularmente só fui conhecer o trabalho dessas três bandas mesmo nesse festival, tanto que pelo que eu fiquei sabendo “Leviaethan” já é uma banda de longa data dito durante o show pelo vocalista/baixista Flavio Soares que a muito tempo já não tocavam na cidade de SP.”

Curiosidade: Durante a passagem de ano 2012/2013 o Vocalista e Baixista Flavio Soares teve um fraturamento no braço esquerdo e por isso não pode tocar baixo, sendo assim, chamando um dos guitarristas da banda Manoel Rodrigues para tocar em um dos shows.

Foi um tremendo show com sons do primeiro e segundo disco da carreira da banda e uma incrível potência de voz, mesmo estando impossibilitado de tocar baixo em algumas apresentações ele não deixou de agitar a galera com um sorriso de orelha a orelha.

Vamos ao que interessa! – Parte 2

Sim, chegou a hora mais esperada a entrada de Suicidal Angels, antes isso nos 20 min de arrumação de palco testes de som tanto de instrumento como vocal. Rolava um show em DVD do Cannibal Corpse uma das bandas que o Suicidal Angels têm como influência e o mais incrível já tocaram com os caras em apresentações pelo mundo.

Hora do suspense imediato. A banda abre com a faixa título do álbum “Bloodbath” uma faixa incrível e destruidora, logo depois, “Bleeding Holocaust” gritando toda sua fúria para o público que esteve presente na noite no Hangar 110, então ouve-se gritos de desafio saindo da boca de Nick Melissourgos algo como “Eu quero ouvir a porra do grito de vocês”, “tem alguém nesse bendito hangar?”, então a galera delirava ao ouvir aquilo e simplesmente Nick abria um enorme sorriso e partia para “Reborn In Violence” com um gigantesco mosh (como eles queriam), participações “especiais” de fãs subindo no palco abraçando alguns integrantes e partindo para a guerra do bate-cabeça.

Vez de “Morbid Intention To Kill” com ajuda do coro do publico nos refrões, chegando pra arrebentar “Bleeding Cries”, “Final Dawn”, “The Pestilence of Saints”, “Torment Pack” e “Moshing Crew” então uma leve pausa para os integrantes descansarem, limparem seus rostos e voltar com um encore curto mais destrutivos “Beggar of Scorn” e a devastadora e última música do show isso quase meia-noite “Apokathilosis”.

Fim do show? Não! Para encerrar mesmo a noite os integrantes da banda nada menos que Nick Melissourgos e Angel Kritsotakis foram bater um papo com a galera que estava do lado de fora do Hangar esperando já para ir embora e que receberam essa incrível surpresa.

Comentário final: A banda Suicidal Angels me surpreendeu bastante, eles são carismáticos e bem humorados o que os tornam uma banda respeitável ainda mais por ser uma banda de Thrash Metal com algumas influências Brasileiras, a entrevista no Apolo Hotel foi bem marcante. Suicidal Angels vocês queriam a amizade e o carinho dos Brasileiros e conseguiram. Voltem sempre que quiserem e lotaremos as casas de shows e quem sabe até os estádios?

Confira a set-list do show:
12/01/2013 – Suicidal Angels, Hangar 110 – São Paulo/SP – Brasil

  1. Intro/Bloodbath
  2. Bleeding The Holocaust
  3. Reborn In Violence
  4. Chaos (The Curse Is Burning Inside)
  5. Morbid Intention To Kill
  6. Bleeding Cries
  7. Final Dawn
  8. The Pestilence of Saints
  9. Torment Payback
  10. Moshing Crew
  11. Beggar of Scorn
  12. Apokathilosis

 

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos