Especial Maximus Festival: Rammstein | conheça as atrações

rammsteinmaximus

Rammstein, os alemães voltarão pela terceira vez ao País, participando do Maximus, em São Paulo, dia 7 de setembro, no Autódromo de Interlagos – continuação para o Especial Maximus Festival do Imprensa do Rock.

Texto por: Paula Alecio
Edição: Victor Santos

Esse grupo se mantêm original desde sua formação, em 1994. São donos de uma sonoridade que eu não enquadraria no Heavy Metal pura e simplesmente, acho que a definição da própria banda quanto ao estilo fica melhor: Tanz Metal – Metal dançante, pois se utilizam dos riffs pesados na guitarra, mas misturam isso com uma batida muito dançante e muitos elementos eletrônicos. Mas na atitude e maneira de se vestir, são fiéis ao metal.

Confira todas as notícias para o Maximus Festival 2016

O grupo é formado por Till Lindemann, nos vocais principais, Richard Kruspe, na guitarra solo e vocal de apoio, Paul Landers na guitarra base e vocais de apoio, Oliver Riedel no baixo, Christoph Shneider na batera e Christian Lorenz no teclado e efeitos.

Ao todo lançaram 7 álbuns de estúdio e 5 DVDs:

  • 1995 – Herzeleid
  • 1997 – Sehnsucht
  • 2001 – Mutter
  • 2004 – Reise, Reise
  • 2005 – Rosenrot
  • 2009 – Liebe Ist Für Alle Da
  • 2011 – Made In Germany

DVDs

  • 1999 – Live Aus Berlin
  • 2003 – Lichtspielhaus
  • 2006 – Völkerball
  • 2012 – Videos 1995-2012
  • 2015 – In Amerika

Dessa vez, como essa banda tem um diferencial master em seus videoclipes, vou falar um pouco sobre esses e depois sobre o som em si. Eles são que muitos e muito variados, tanto com relação a maneira artística de ser mostrado como com as temáticas, muitas vezes extremamente cinematográficos. Na grande maioria das composições musicais, as letras estão na língua nativa desses “doidos”, o alemão. Língua que por si só já é muito forte e densa, e isso combinado a poderosa voz de Till, soma para o impressionantemente original e poderoso som que possuem, e imagem que eles assim transmitem. Mas eles não param por ai, tenho que admitir que as vezes me choco com algumas imagens desses clipes, a escolha dos temas é muito variada, e esses caras não são só instrumentistas, ou artistas, são atores também. Principalmente o poderoso Till, que tem um rosto bastante expressivo e parece não ter vergonha de nada nessa vida – muitas vezes aparece como veio ao mundo junto com seus colegas, faz papel de mulher, gordo, mineirador, praticamente sem pudores ou rótulos. Vale muito a pena conferir os clipes.

Agora partindo para a sonoridade do grupo, como a língua, são densos e originais. Ousam muito, passeiam por muitos instrumentos e efeitos, mas em geral suas composições são sempre marcadas por poderosos power riffs e pelo coração pulsante e dançante formado pela batera e pelo baixo. O teclado e os efeitos embelezam o som e conferem a assinatura Rammstein, juntamente com a  voz de Till, que não mudou nada ao longo dos anos,  e que é perfeitamente combinada ao poder que ele tem como artista, poeta e performista. As performances teatrais e cheias de efeito são marca registrada em tudo que fazem, e ouso dizer que esbanjam muito e são muito destemidos. A marca registrada de Till é bater a mão na perna como um minerador. São aquela banda que a gente escuta e diz “Isso ai é Rammstein, não é?”, mesmo que nunca tenhamos ouvido a música, tamanha originalidade. O público cativo desse grupo é uma nação, vi muitas imagens de tattoos com logo da banda pelo corpo dos fãs e em diversas partes do mundo.

Do primeiro ao último álbum

Herzeleid  – 1995 (tradução do alemão: dor no coração) a estréia do grupo para o mundo, já trouxe a marca do grupo desde a primeira nota. É um disco menos disco e mais metal , no geral. Tem muito do que são hoje, mas apresenta uma assinatura ainda mais forte. Destaque para os solos de guitarra de “Heirate Mich”, e para o trabalho vocal de Till. E é desse álbum que já saem dois grandes Hits da banda: “Herzeleid” , que possui uma marcação incessante durante todo o som, como se fossem estrofes de um poema, e “Rammstein” que possui um inicio cheio de efeitos, culminando em um incrível riff master power de guitarras, super dançante e empolgante. Mas também traz a “Seemann”, som que até o Apocalyptica gravou uma bela versão com seus Chelos, com certeza uma grande assinatura desse grupo.

Sehnsucht  – 1997 (desejo), é marcado por ser um álbum ainda mais pulsante e mais recheado de efeitos. Foi de onde veio “Du Hast” e “Engel”. Sem comentários. Mutter  – 2001 (mãe), é uma obra marcada por elementos intrumentais mais clássicos, é mais calmo e menos denso. Um exemplo:  violoncelos de “Mein Herz Brennt”, que também possuí um clipe muito intrigante. A própria “Mutter” tem um acompanhamento de linhas de guitarras mais limpas que o usual de Rammstein, bateria mais calma e destaque na voz de Till. Reise, Reise – 2004 (viagem, viagem)  cheio de experimentação, com direito a sons regados a nuances, com momentos calmos e doutros mais rápidos e dançantes. A canção “America” e “Mein Tel” são destaques. Lançado como continuação do álbum supracitado, Rosenrot – 2005,  que continua com as experimentações destaque para “Rosenrot” e  “Zerstören”, que trazem uma nova marca para Rammstein, com a dançante base de sempre, mas com nuances mais marcadas.

Liebe Ist Für Alle Da – 2011. Depois de um hiato de 6 anos, eles retornam com essa obra prima. A faixa título mostra um acentuado na parte metal dessa trupe, cheio de eletrônico mais com uma veia pulsante metálica. Belos refrães, e uma produção impecável. Outro destaque para a música “Haifisch” e seu clipe, um som ao estilo Rammstein do inicio, e com uma bela finalização ao violão.

No geral, eles mantêm a ousadia, a determinação em serem diferentes é mesmo notável em tudo. Fazem seu som poderoso e encorpado, dançante e cheios de performance, sem esquecer de toda a pirotecnia que Till faz questão em apresentar. Não esperemos nada menos do que um puta espetáculo elevado ao máximo no Maximus!

SERVIÇO – 1º MAXIMUS FESTIVAL EM SÃO PAULO:

Data: 7 de setembro de 2016 (feriado)
Local: Autódromo de Interlagos / Horário: das 12h30 às 23h
Abertura dos portões: 11h
Endereço: Interlagos/Av. Sen. Teotônio Vilela, 261, São Paulo – SP
Classificação: 16 anos
Ingressos: clique aqui! e saiba mais

INSTRUÇÕES MAXIMUS MUSIC FESTIVAL:

Informações Gerais:

  • O Maximus Festival é um evento OUTDOOR. Não serão permitidos reembolso ou trocas;
  • Os portões abrem às 11h, no dia 7 de setembro.
  • Os horários dos shows dos palcos MAXIMUS e ROCKATANSKY serão intercalados. O horário exato de cada show será revelado antes da data do evento;
  • A censura do Maximus Festival é de 16 anos. Menores de 16 anos apenas acompanhados dos pais/responsáveis legais;
  • Cambistas, venda e revenda de ingressos de nenhuma maneira serão tolerados pelas autoridades;
  • No dia do festival, faça refeições leves, muitas vezes ao dia. Beba bastante água para manter-se hidratado;
  • Evite o consumo excessivo de bebidas alcoólicas;
  • Não será permitido o acesso com alimentos e/ou bebidas com o intuito de comercialização ou que possam representar riscos à segurança;
  • Na entrada do evento, o titular do ingresso será submetido a inspeções, revistas corporais e, se necessário, a remoção de objetos não autorizados;
  • Não será autorizado o acesso de qualquer pessoa que demonstre comportamento violento, agressivo ou contrário à ordem pública ou que se recuse a desfazer-se de objetos não permitidos ou não autorizados;
  • Todo e qualquer item levado, que não tiver a entrada autorizada, será DESCARTADO pela equipe de segurança;
  • Visite sempre o site do Festival para informações atualizadas. Detalhes do evento estão sujeitos a alteração.

Objetos Proibidos

  • Papel em rolo, jornais, revistas, bandeiras e faixas com mastro;
  • Alimentos: Apenas permitido alimentos industrializados, com a embalagem lacrada originalmente, como salgadinhos e bolachas. Frutas, apenas cortadas;
  • Garrafas, latas, vasilhames, copos de vidro ou qualquer outro tipo de embalagem contendo bebidas ou refrigerantes de qualquer natureza que, direta ou indiretamente possa provocar ferimentos;
  • Embalagens rígidas com tampa; cadeiras ou bancos; armas de fogo, armas branca, objetos pontiagudos cortantes ou perfurantes, fogos de artifício e objetos de vidro.
  • Animais – exceto cães guias identificados e acompanhados de portadores de deficiência visual.
  • Substâncias inflamáveis e ou corrosivas.
  • Máquinas fotográficas profissionais com lente intercambiável e filmadoras.
  • Capacetes de motos ou similares
  • Correntes, cinturões e pingentes
  • Qualquer outro objeto que possa causar ferimentos

13263867_1707562249515406_7517765996587650988_n

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos