Escöria lança novo álbum “Veias abertas”

Escöria lança novo álbum “Veias abertas”

Banda formada no início de 1996, na cidade de Rio grande-RS/ Brasil. Desde então a banda vem atuando e compondo suas músicas, influenciada pela velha escola do Punk mundial, com uma pitada de D- beat crust. Nas suas letras há uma crítica aos valores da sociedade, às instituições falidas do estado, a família de modelo patriarcal, a violência contra a mulher e a criança, o consumismo e a supervalorização do trabalho.

A banda continua ainda na ativa porque não se deixou tutelar por nenhum tipo de dogmatismo dentro do punk.  A música é para expressar indignação e revolta e instigar a raiva. Revolução e luta começa dentro de cada um.

E para começar 2020 com o pé na cara do establishment a Scöria promove a maior união entre Selos e Distros já vistas pelo menos por mim que vos escrevo. É bem possível que seja até algum recorde digno de Guines Book.

São dezenove Selos disponibilizando em todos os formatos já conhecidos na história recentemente da música são quinze Distros apoiando na prensagem venda e distribuição do Formato em Vinil (LP), Dois Selos envolvidos na produção do Formato de fitas K7 e um responsável pela prensagem e distribuição em CD.

Veias Abertas também vai estar disponível nas versões mais atuais de consumo de música digital as plataformas de Streaming tais como Spotfy, Deezer, Google Play e em todas as demais.

Em janeiro já estará à disposição de todos  no formato de escolha de cada é tijolada na orelha para todos os gostos.

Escöria é:

Marcelo – Guitarra (vocal)

Quenie – Baixo

Märtins – Bateria (vocal)

Leandro –Guitarra

Facebook: https://www.facebook.com/Escoriapunx/

Avatar
Nós da Rede
Avatar

Anderson Severo

Comecei a ouvir Rock N' Roll desde minhas primeiras lembranças conscientes, desde muito cedo. Isso deve ter sido lá por 1985. Começando de cara pela minha primeira lembrança Sonora e Estética é foi e sempre será Raul Seixa, claro que com o amadurecimento e expansão da consciência, as novas lembranças são Ramones, LED Zepellin, The Doors; Conheci também já pré adolescente AC/DC, Legião Urbana, Rolling Stones e Creedence. Ainda adolescente conheci pessoas atuantes na cena local, fui trabalhar como roadie de uma banda chamada orgasmo. Até que quis montar minha própria banda. No decorrer da caminhada passei por projetos como: 2000 - Resistência Aflita 2004 - Kaos Eminente 2006 - Estado Crítico 2014 - Insulto Verbal 2015 - Atualmente faço parte dos Projetos Capa Preta e Exclusão Social. Atuo promovendo eventos, lançando e distribuindo fonogramas, divulgando bandas eventos. Sou Adepto a filosofia Punk e ouço muito Hard Core, Cólera, Ratos de Porão entre outras.