Eridanus: pode-se notar garra, peso e criatividade em “Helltheraphy”

O Eridanus, é uma daquelas bandas que se empenham ao máximo para atingir o tão desejado objetivo. Podemos observar isso analisando o disco “Helltheraphy”. Notamos: garra, peso e extrema criatividade por parte dos integrantes.

A partir da introdução cômica dos personagens no início do CD ele já é totalmente composto por um excelente instrumental e vocal aquela linha bem Heavy Metal da coisa misturando suas influências e dando o toque especial da própria banda. O disco todo é excelente, o que podemos notar e destacar são as faixas “Helltheraphy”, “My mistakes” e “Set it on fire”.

Gostaria que alguém ouvisse o som da banda e quisesse investir muito mais nesses músicos. A potencialidade que eles já possuem podem aumentar muito mais com um investimento certeiro tanto de produção e como artístico com a própria divulgação em si e se for por reparar em pontos não tão positivos a ordem da set-list.

Senti que a história ficou um pouco distorcida se uma música ou outra tive-se justamente ficado em uma ordem diferente poderíamos ter um raciocínio bem melhor e algumas músicas também poderiam ser mais estudadas e até mesmo relançadas num álbum sucessor ou em formato de EP quem sabe fazer um agrado a mais para os ouvidos dos fãs do bom metal!

Resumindo, o álbum merece uma nota acima da média ficando entre sete e oito se a gravação tivesse sido de primeira linha poderia arrancar uma maior nota, mas de começo com poucas audições ficamos nessa base; vamos aguardar a evolução da banda e os novos trabalhos que lançarem daqui para frente. Nota – 7,5

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos