Stodgy: Uma boa e descontraída conversa com o baixista Daniel Ávila

Uma excelente promessa no Underground Nacional. O Stodgy a cada dia vem conquistando seu merecido espaço na cena, fazendo seu som nervoso e direto. Recentemente seu single “Escoria” fora produzido pela lenda viva do nosso Thrash Macello Pompeu, frontman de uma das bandas mais importantes do nosso metal, o Korzus. A banda também nos conta sobre os projetos e também sobre o futuro. Confira aqui nosso papo com o baixista Daniel Ávila.

I.D.R: Agradecendo pelo tempo dedicado a essa entrevista, gostaria que se apresentassem.

Daniel: Hail Bangers, somos a Stodgy, banda formada em 2008, no estilo death/ thrash, fazendo parte do cenário sul fluminense.  A formação atual da banda é Bruni Fidelis nos vocais, Daniel Ávila no baixo, Rodrigo Simão nas guitarras e Junin Ferreira na bateria.

 I.D.R: O underground brasileiro sempre revela grandes bandas, mas às vezes algumas não conseguem seguir e acabam parando no meio do caminho. A que se deve a isso?

Daniel: Bem, é difícil manter uma banda em meio a todos os outros compromissos cotidianos, caso as pessoas envolvidas não tenham um afinco, ideias em consonância e uma união muito forte a banda tende a ruir na sua ideia estrutural. As preocupações, os compromissos gerados, os gastos que se têm com uma banda, todos tem que estar muito focados e em harmonia com estas implicações, se não tende a degringolar todo o trampo.

47794_423696567707432_1192857030_n

I.D.R: Já passou pela cabeça do Stodgy em “chutar o balde” e deixar tudo para o lado?

Daniel: Acho que em toda a banda já rolou este paradoxo entre seguir em frente e de chutar a porra toda, mas sabe todos os percalços que passamos em todos esses anos de banda só nos deixaram mais unidos e focados.

I.D.R: O Rio de Janeiro vêm revelando grandes bandas e a maioria delas nessa pegada Thrash / Death. Como é a aceitação do público fluminense com relação ao som mais pesado.

Daniel: Cara, muito boa. A galera curte muito o som, sempre que lançamos alguma coisa ou geramos algum tipo de material a galera curte e apoia bastante.

I.D.R: O vídeo para a música “Escoria” foi produzido por uma das lendas do nosso Metal, Marcello Pompeu. Como foi trabalhar com um grande artista como ele?

Daniel: Indescritível! Pompeu é um cara muito foda, tem umas sacadas geniais, a experiência foi muito boa, tanto em relação a musica, quanto em vivencias, saca. O cara nos ensinou muito, e somos muito gratos a isso. O cara é, e realmente merece o título de lenda! Sem contar com a ajuda na produção de outro monstro do metal nacional, o grande guitarrista Heros Trench na masterização da música.

1937474_739125322800847_8228335289725237153_n

I.D.R: Quais os preparativos para um disco de inéditas?

Daniel: Então, agora nos encontramos em uma fase de composição, do jeito que as coisas estão andando, acredito que até o meio do ano já tenhamos material para gravar um full. No entanto, não sei como estarão as condições orçamentárias, se é que nos entende, (risos). Mas, nesse meio tempo devemos soltar mais alguma single, como no caso de “Escória”.

I.D.R: Com relação ao trabalho da banda no exterior, como tem sido o feedback e contatos com produtores de lá.

Daniel: Sempre positivo. Nas análises de material mandado para fora, os releases sempre foram bacana e o trabalho sempre foi elogiado.  Em relação a contatos com produtores ainda não tivemos esta possibilidade, mas estamos abertos às perspectivas futuras. Queremos muito fincar bandeira em outras regiões do globo, mas primeiro temos que consolidar nosso trampo em casa!

150795_423696344374121_1051262928_n

I.D.R: Daniel, sabemos que é formado em gastronomia, você tem o costume de comandar a cozinha em reuniões da banda?

Daniel: Hahahaha. Tenho, é uma das coisas que eu gosto de fazer, acho que isso ajuda a manter os nossos laços de amizade, saca. Comer é um ATP de agregação social né, então é de extrema importância ter esse fator dentro da banda, onde a relação é quase familiar. E é sempre bom poder dar comida nesses bastardos. (risos).

I.D.R: Façam um balanço do ano de 2014, como foi esse ano para a banda e o que esperam para o ano de 2015.

Daniel: Inegavelmente foi um ano conturbado, mas de muita movimentação. Tivemos mudanças de formação, produção de novo material, a possibilidade de gravação no Mr. Som, a produção do trampo pelo Pompeu e pelo Heros, e agora esse período de composição onde as novas músicas estão com uma puta pegada também. Sinceramente, espero que em 2015 consigamos gravar e lançar estas músicas para que a galera possa ouvi-las e nos dar o feedback, e que consigamos tocar a vera também, e no final do ano, mais uma fase de composição, (risos). No balanço do ano, foi bom para Car@&%!!! (risos)

I.D.R: Desejando que 2015 seja um grande ano para a banda. Esse espaço é livre para a banda deixar seu recado.

Daniel: Malditos, para quem já curte nosso trampo um muito obrigado, para quem não curte, saí do “xvideos” e vai lá no “fb” dar um like na página e escutar nossa nova single “Escória” ! Apoiem a cena underground nacional, apoiem as bandas nacionais, as estaduais, e as regionais, OU SEJA, APOIEM A CENA DO SEU PAÍS!!! Caso não tenha ficado claro na primeira frase, porque da muito trabalho para fazer as coisas aqui dentro do país, (risos). Fora isso, valeu galera! Metal até o ultimo suspiro!

 

Confira aqui a música “Escoria”

 

Entrevista: Leandro Fernandes

Victor Santos

Victor Santos

Editor-Chefe em Imprensa do Rock
Victor Santos é editor-chefe do Imprensa do Rock e Diretor Geral do Programa Unimetal. Desde 2011, vem trazendo conteúdo de qualidade para os amantes da música e do cinema.
Victor Santos